Busca avançada
Ano de início
Entree

Teste imunocromatográfico como ferramenta de diagnóstico de doenças negligenciadas: estudos de aprimoramento, escalonamento e viabilidade

Processo: 13/21317-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Roxane Maria Fontes Piazza
Beneficiário:Fernanda Batista de Andrade
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/06589-6 - Teste imunocromatográfico como ferramenta de diagnóstico de doenças negligenciadas: estudos de aprimoramento, escalonamento e viabilidade, AP.R
Assunto(s):Imunocromatografia   Dengue

Resumo

Os testes imunocromatográficos (IC) estão sendo amplamente aplicados a diferentes patógenos, por permitir resultado rápido, baixo custo, estabilidade em longo prazo, facilidade de aplicação e leitura dos resultados. Dessa forma, o teste IC pode ser empregado em locais de baixa renda e poucos recursos laboratoriais, principalmente na detecção de doenças de pouco interesse para países desenvolvidos, como a diarreia e a dengue, que são doenças de grande importância para a saúde pública. Dentre os patógenos causadores da diarreia estão as Escherichia coli diarreiogênicas responsáveis por 30 a 40% dos episódios de diarreia aguda nos países em desenvolvimento. A aplicação de anticorpos específicos no desenvolvimento de um teste IC permitiu detectar ETEC, STEC e EPEC através de suas toxinas e proteínas secretadas, viabilizando sua futura utilização em laboratórios clínicos e hospitais. A dengue, no Brasil é considerada uma doença epidêmica, desta forma o rápido diagnóstico pode favorecer um cuidado médico adequado e ajudar a conter a disseminação da doença. Conforme verificado, o diagnóstico é uma ferramenta essencial para minimizar e controlar ocorrências dessas doenças. Dessa forma, a proposta deste projeto é desenvolver e aprimorar testes IC de diagnóstico rápido e de baixo custo para diarreia e dengue. Além disso, fazer estudos de escalonamento nos kits já desenvolvidos, verificando a viabilidade para produção em maior escala. Para tanto será necessária a realização da purificação de anticorpos monoclonais e policlonais, conjugação desses anticorpos ao ouro coloidal, preparo dos isolados bacterianos e avaliação da sensibilidade e especificidade do ensaio. (AU)