Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das características da formação do poro do peptídeo antimicrobiano Ctx(Ile21)-Ha por meio da ressonância paramagnética eletrônica: orientação, conformação e oligomerização

Processo: 13/18211-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Antonio José da Costa Filho
Beneficiário:Eduardo Festozo Vicente
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Peptídeos   Dicroísmo circular

Resumo

Durante as décadas passadas, um grande número de peptídeos antimicrobianos (PAMs) vêm sendo identificados a partir de uma variedade de espécies de vertebrados e invertebrados, tais como a magainina, aureína, cecropina, ceratotoxina, entre outros. Além disso, recentemente, vários peptídeos hemolíticos e antimicrobianos também têm sido isolados particularmente de várias espécies de rã. Devido à sua propriedade de permeabilizar e destruir membranas bacterianas, levando-as à morte, estes peptídeos são um foco de interesse no desenvolvimento de novos antibióticos. Em especial, o peptídeo antimicrobiano Ctx(Ile21)-Ha, extraído e isolado da rã do cerrado brasileiro Hypsiboas albopunctatus, vem sendo estudado e demonstrou ser uma molécula muito promissora para esta finalidade, devido às atividades biológicas apresentadas contra fungos e bactérias, além de uma moderada toxicidade contra células humanas. Desta forma, este projeto tem como objetivo uma avaliação estrutural, conformacional e topológica minuciosa desta molécula, já que ainda não se sabe especificamente de que maneira ocorre a sua oligomerização na formação do poro, nem há conhecimentos em nível molecular da sua interação com a membrana, sendo ainda objeto de discussão. Um modo de estudo destas moléculas é através da adição de marcadores na seqüência peptídica, permitindo relacionar as propriedades conformacionais com a atividade biológica envolvida. Assim, por meio da inserção dos compostos paramagnéticos TOAC e MTSSL na cadeia peptídica e utilizando-se das técnicas de RPE em onda contínua, power saturation e RPE pulsada (DEER), além de estudos complementares com dicroísmo circular, esperamos a aquisição de dados importantes sobre a estrutura e função do peptídeo quando interagindo com membranas, bem como suas características de estruturação na formação do poro pela medição das distâncias entres os centros paramagnéticos. Estas informações são essenciais para a tentativa de melhorias na modulação de sua atividade e melhor entendimento do mecanismo de ação desta molécula. Atualmente, o mercado farmacêutico ainda não disponibilizar drogas antibióticas sistêmicas que se utilizam de peptídeos como princípios ativos principais na formulação, somente empregando estas moléculas para uso tópico. Deste modo, este projeto visa, por meio da agregação do conhecimento a nível molecular das interações peptídeo/membrana, trazer à ciência informações relevantes e conhecimento necessário para a construção de moléculas ativas que possam ser usadas como uma terapia alternativa aos métodos convencionais.