Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação do desempenho funcional e alterações osteometabólicas entre indivíduos paraplégicos fisicamente ativos e sedentários

Processo: 13/15547-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Daniela Cristina Carvalho de Abreu
Beneficiário:Paola Errera Magnani
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fisioterapia   Eletromiografia de superfície   Densidade óssea   Paraplegia

Resumo

A lesão medular tem como consequência a perda ou diminuição da mobilidade e sensibilidade abaixo do nível da lesão. Essa perda traz inúmeras sequelas e muitas delas podem ser minimizadas com o treinamento de marcha com estimulação elétrica neuromuscular (EENM) ou atividade física. O objetivo é avaliar a ativação muscular de tronco durante tarefas funcionais de alcance e preensão em indivíduos com paraplegia fisicamente ativos e sedentários, além de comparar força global e densidade mineral óssea (DMO). Indivíduos com lesão medular serão divididos em: sedentário (LMS, n=10), que pratica marcha (LMM, n=10) e fisicamente ativos (LMFA, n=10). O controle (C),sem lesão medular, terá 10 indivíduos. Será avaliada a ativação muscular através da eletromiografia de superfície dos músculos longuíssimo do dorso, iliocostal, multífidos e obliquo externo, bilateralmente, durante tarefas de alcance e preensão. Para os grupos com lesão, será feito anamnese, exame neurológico do protocolo da ASIA (American Spinal Injury Association), questionário de medida de independência funcional (MIF) e densitometria óssea. Todos os grupos realizarão teste de força de preensão e tarefas de alcance e preensão. As análises serão realizadas pelo software SPSS (Version 16.0, SPSS Inc.) O nível de significância para rejeição da hipótese de nulidade será de 5% (p<0,05), com resultados expressos em média e desvio padrão. Espera-se observar os benefícios do exercício físico e do treino de marcha na promoção da independência funcional, na melhora da DMO.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MAGNANI, PAOLA ERRERA; JUNIOR, ALBERTO CLIQUET; CARVALHO DE ABREU, DANIELA CRISTINA. POSTURAL CONTROL ASSESSMENT IN PHYSICALLY ACTIVE AND SEDENTARY INDIVIDUALS WITH PARAPLEGIA. Acta Ortopédica Brasileira, v. 25, n. 4, p. 147-150, JUL-AUG 2017. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MAGNANI, Paola Errera. Comparação do desempenho funcional e padrão de ativação muscular de tronco entre indivíduos paraplégicos fisicamente ativos e sedentários. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.