Busca avançada
Ano de início
Entree

Metabolismo energético e fisiologia térmica do Tucano-toco (Ramphastos toco)

Processo: 13/12296-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Denis Otavio Vieira de Andrade
Beneficiário:Jussara Nascimento Chaves
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/08919-6 - Efeitos de mudanças no comprimento do dia sobre o metabolismo e atividade enzimática mitocondrial do Catbirds (Dumetella carolinensis)", BE.EP.MS
Assunto(s):Metabolismo   Regulação da temperatura corporal   Metabolismo energético

Resumo

A regulação da temperatura corpórea, diante de variações da temperatura ambiente e/ou da taxa de produção de calor metabólico, envolve mecanismos reguladores da taxa de troca de calor entre o animal e o ambiente. Um destes mecanismos consiste na modulação da temperatura superficial de áreas especificas do corpo do animal, via ajustes vasomotores, que podem atuar tanto no sentido de promover a dissipação de calor (em uma situação de aumento da temperatura) quanto na retenção deste (em uma situação de queda de temperatura). Além disso, os endotérmicos podem alterar as áreas corporais expostas ao ambiente e também regular a camada de isolamento do corpo pela ereção de pêlos e penas ou pela troca destes. Estes ajustes termorregulatórios implicam em um gasto energético nulo ou mínimo e promovem a manutenção da temperatura corpórea constante independente da variação da temperatura ambiente. O intervalo de temperaturas no qual a manutenção da homestase térmica é obtida sem resultar em um aumento detectável da taxa metabólica é referido como Zona de Neutralidade Térmica (ZNT) e varia consideravelmente tanto em seus limites, mínimo e máximo, quanto em sua amplitude dependendo da espécie considerada. Em temperaturas abaixo ou acima do limite inferior ou superior da ZNT, respectivamente, os animais recorrem a processos termorregulatórios energeticamente mais dispendiosos, traduzidos em um aumento da taxa metabólica. O tucano-toco (Ramphastos toco) possui uma janela térmica, o bico, recentemente descrita como uma altamente eficiente na modulação da troca de calor entre a ave e o ambiente. Desta forma, o presente estudo visa descrever os efeitos da variação da temperatura ambiente na taxa metabólica desta espécie e quantificar qual a contribuição do bico para a determinação da amplitude e limites da ZNT desta ave.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CHAVES, Jussara Nascimento. Metabolismo energético e termorregulação do tucano-toco (Ramphastos toco). 2015. 30 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.