Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de biohidrogênio a partir de soro de leite em AnSBBR com recirculação da fase líquida

Processo: 13/22659-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:José Alberto Domingues Rodrigues
Beneficiário:Daniel Moureira Fontes Lima
Supervisor no Exterior: Kanokwan Boe
Instituição-sede: Escola de Engenharia Mauá (EEM). Instituto Mauá de Tecnologia. São Caetano do Sul , SP, Brasil
Local de pesquisa : Technical University of Denmark (DTU), Dinamarca  
Vinculado à bolsa:10/19315-3 - Produção de biohidrogênio a partir de soro de leite em AnSBBR com recirculação da fase líquida, BP.DR
Assunto(s):Biogás   Soro do leite   Bio-hidrogênio   Reatores anaeróbios em bateladas sequenciais

Resumo

A produção de biogás está se tornando cada vez mais importante na área ambiental, pois além do tratamento de águas residuárias, também gera energia. A co-digestão tem se tornado mais e mais forte, uma vez que é possível, com a utilização de substratos abundantes e baratos, diluir efeitos inibidores de diversos outros substratos, tornando o processo de digestão anaeróbica mais eficiente e estável. A modelagem da produção do biogás descreve a cinética e a estequiométrica das diferentes etapas do processo de digestão anaeróbica. Esta modelagem matemática proporciona uma melhor compreensão do processo e das interações que ocorrem no interior do sistema de formação do biogás. O presente projeto irá investigar as interações entre diferentes co-substratos na co-digestão destes com esterco, buscando estabelecer as melhores eficiências e a estabilidade do processo de co-digestão com o esterco. Todos os dados necessários para a entrada do modelo serão coletados para configurar o modelo de co-digestão. Depois disso, diferentes cenários de co-digestão serão simulados para estudar o efeito: a) dos tipos de combinações de substratos; b) das relações das quantidades de alimentação de cada co-substrato; c) das cargas orgânicas; d) dos ciclos de alimentação dos substratos e; e) da combinação de todos estes parâmetros citados. (AU)