Busca avançada
Ano de início
Entree

Edição, circulação e recepção crítica da prosa ficcional de inglês de Sousa

Processo: 13/18052-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Orna Messer Levin
Beneficiário:Leandro Thomaz de Almeida
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/07342-9 - A circulação transatlântica dos impressos: a globalização da cultura no século XIX, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):14/13021-9 - Inglês de Sousa e viajantes de língua inglesa: romances e relatos em comparação, BE.EP.PD
Assunto(s):Romance

Resumo

O presente projeto procurará localizar a recepção crítica dos romances de Inglês de Sousa contemporânea ao seu lançamento. Esse levantamento, que permite travar contato com os critérios de avaliação de romances na época em foram escritos, oferece também um conhecimento mais especializado dos diálogos travados pelo romance quando de sua escrita, bem como melhores condições de se proceder a um juízo avaliativo de sua qualidade. Percebe-se na recepção crítica da chamada literatura naturalista, no Brasil, a instauração de critérios avaliativos anacrônicos, a partir dos quais há a projeção de expectativas do presente sobre obras do passado. Esse procedimento, muito comum nas Histórias Literárias produzidas no século XX, não tem a preocupação de recuperar a maneira como foram lidos os textos literários dentro de seu sistema próprio de valores. Ao ter em vista a preocupação teórica com a recuperação dos debates coevos aos romances de Inglês de Sousa, a presente pesquisa espera oferecer um conhecimento mais aprofundado do autor, bem como contribuir para os estudos sobre a literatura naturalista no país. Além disso, com vistas a um conhecimento mais alargado da repercussão das obras do escritor em finais do XIX, procurar-se-á realizar um levantamento das edições e reedições de seus romances, bem como dos números correspondentes a cada tiragem. Finalmente, pretendo incrementar as análises da recepção crítica ao levar em consideração o diálogo possível entre os romances de Sousa e as narrativas de viagens produzidas por viajantes na Amazônia do final do século XIX.