Busca avançada
Ano de início
Entree

Investimento psicológico disfuncional na aparência: seriam os relacionamentos amorosos fatores de proteção?

Processo: 13/04357-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 15 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Sebastião de Sousa Almeida
Beneficiário:Maria Fernanda Laus
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/05710-9 - Investimento psicológico disfuncional na aparência: seriam os relacionamentos amorosos fatores de proteção? - um estudo transcultural, BE.EP.PD
Assunto(s):Psicobiologia   Imagem corporal   Escalas

Resumo

A imagem corporal desempenha um papel fundamental na vida da população brasileira, porém, as pesquisas no país ainda são escassas. A maioria dos estudos conduzidos no Brasil utiliza a satisfação/insatisfação como única medida de avaliação e os componentes atitudinais são frequentemente negligenciados, embora essenciais para entender o funcionamento deste constructo. Diversos fatores biológicos e ambientais já foram associados à imagem corporal, entretanto, apesar da importância dos relacionamentos amorosos na vida dos adultos, quase nada se sabe sobre como a situação afetiva dos indivíduos relaciona-se à sua imagem. Um aspecto da imagem corporal que atua largamente nas percepções e reações dos indivíduos frente a relações interpessoais é o investimento na aparência. Este componente é influenciado pelo comportamento de outras pessoas e a necessidade de aprovação social, que pode aumentar o investimento de um indivíduo em um padrão de aparência socialmente valorizado. Embora seja considerado um traço de personalidade, em situações ou períodos específicos, o investimento disfuncional na aparência pode ter sua importância amplificada como estado. Considerando que o homem é um ser social e que fatores culturais e biológicos o impulsionam a engajar-se em relacionamentos afetivos, levantou-se a hipótese de que a pressão sofrida por homens e mulheres solteiros para encontrar um parceiro aumentaria o investimento na aparência, ao passo que estar em um relacionamento protegeria os indivíduos de experienciar tal disfuncionalidade. Assim, o objetivo deste estudo é avaliar o investimento psicológico em certas crenças e suposições sobre a importância, o significado e a influência da aparência física na vida de indivíduos envolvidos ou não em um relacionamento amoroso estável. Inicialmente, dois instrumentos internacionalmente reconhecidos que acessam componentes atitudinais da imagem corporal serão adaptados para o Brasil e terão suas qualidades psicométricas avaliadas em 600 indivíduos por meio de um levantamento via internet. Posteriormente, 400 participantes brasileiros e 400 americanos responderão a estes e outros instrumentos, também via internet, para atender aos objetivos da pesquisa.