Busca avançada
Ano de início
Entree

Treinamento técnico em análise de anéis de crescimento e isótopos

Processo: 13/21715-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Convênio/Acordo: DFG
Pesquisador responsável:Gregório Cardoso Tápias Ceccantini
Beneficiário:Ana Lúcia Seghessi Albino
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50457-4 - Twentieth century changes of tree ring isotopes in Southeastern Brazilian forests: how do climate conditions influence growth and water use efficiency and thus enforce tree migration, AP.R
Assunto(s):Madeira   Anatomia vegetal   Dendrocronologia

Resumo

Treinamento Técnico em análise de anéis de crescimento e isótopos TT-3- Dendrocronologia é definida como o estudo de séries temporais em anéis de crescimento formados na madeira. Por meio dos métodos de datação é possível atribuir um ano-calendário para cada anel estabelecido. Após a datação precisa dos anéis podem ser obtidas várias informações exógenas e endógenas dos mesmos. Os fatores que podem influenciar a formação de anéis, por exemplo: precipitação, temperatura e competição, são passíveis de serem resgatados da sequência de anéis de uma árvore ou de uma população. O objetivo desse Treinamento Técnico é capacitar o beneficiário graduado nas bases metodológicas da dendrocronologia como a datação dos anéis, bem como em métodos avançados de dendrocronologia, dentre eles, o desenvolvimento de cronologias residuais e modelos de clima/crescimento. Com essa formação, o beneficiário estará apto a desenvolver um projeto completo na área de dendrocronologia. Trados manuais e motorizados serão usados na amostragem. O treinamento começará com instruções e práticas sobre o uso e manutenção dessas ferramentas, assim como sobre como escolher o melhor lugar para tradar e definir lenho de reação em diversos tipos de madeiras. Para datação dos anéis o bolsista aprenderá a utilizar o software COFECHA, bem como verificar a qualidade dos dados. A cronologia residual será desenvolvida a partir do software ARSTAN. Métodos como "remoção integrada de tendências" e modelos de auto-regressão serão utilizados na construção da cronologia residual. Serão construídos modelos do efeito do clima na largura dos anéis de crescimento por meio do software "R". A partir dos modelos paramétricos lineares construídos serão propostas reconstruções do clima. O cronograma das atividades envolve uma rotina de 20 horas semanais. No 1° e 3° semestre serão realizadas as tarefas de datação dos anéis e a cronologia residual, enquanto no 2° e 4° semestre serão desenvolvidos os modelos de clima/crescimento. (AU)