Busca avançada
Ano de início
Entree

Os prólogos de Prudêncio: tradução, introdução e notas

Processo: 13/18141-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Clássicas
Pesquisador responsável:João Angelo Oliva Neto
Beneficiário:Fernando Gorab Leme
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Antiguidade tardia   Poética

Resumo

O projeto objetiva a tradução completa em prosa acadêmica de sete prólogos e um epílogo líricos escritos por Aurélio Prudêncio Clemente. Romano de origem hispânica, considerado o primeiro poeta cristão, possui obra variada, traço que se percebe em diferentes níveis. No métrico, Prudêncio volta a praticar a polimetria, que desde Horário e Estácio, cedera posto à poesia elegíaca. No genérico, o poeta é, no dizer dos alexandrinos, polyéides, um cultor de vários gêneros, como lírica hínica, elegia, epigrama, epos e martírios, mediante os quais dialoga diretamente com os poetas congêneres da tradição clássica latina, e indiretamente com poetas de gêneros que não pratica, como tragédia, sátira e historiografia. Portanto, no nível da poética, Prudêncio é também, em termos modernos, poeta alusivo ou intertextual, por referir os autores clássicos como Virgílio, Juvenal, Lucrécio e Ovídio. No nível temático, Prudêncio realiza o que é talvez a característica mais notável da sua poesia porque se serve do aparato da poesia tradicional "pagã", para, como cristão, escrever a respeito do triunfo do Cristianismo no contexto do Império romano. O poeta percebe na matéria e discurso cristãos um potencial poético até então ignorado na poesia.Com isso em mente, o presente projeto de Iniciação Científica tem como finalidade apresentar a tradução dos poemas-prefácio de Prudêncio como primeiro contato com a obra completa. Cada tradução é acompanhada de comentário introdutório relativo ao livro ou poema que exordia bem como ao conjunto da obra de Prudêncio.