Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de óleos voláteis como antibacterianos administrados na ração destinados a piscicultura

Processo: 13/11981-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 09 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Marta Cristina Teixeira Duarte
Beneficiário:Renata Antunes Estaiano de Rezende
Instituição-sede: Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Paulínia , SP, Brasil
Assunto(s):Antibacterianos   Produtos naturais   Óleos voláteis   Piscicultura

Resumo

O uso de antibióticos é o principal tratamento aplicado para o controle das bacterioses em peixes, consequentemente, seu largo emprego leva ao desenvolvimento e seleção de bactérias resistentes, podendo levar à contaminação de outros animais e do homem. Adicionalmente, a falta de legislação nacional específica quanto à regulamentação de medicamentos veterinários para uso na aquicultura, assim como a evidente necessidade do uso desse recurso no tratamento de doenças, tem levado o piscicultor a empregar medicamentos antimicrobianos disponíveis no mercado para outras espécies animais, tais como bovinos, suínos, aves e outras. A pressão social para redução do uso de antibióticos sintéticos na piscicultura tem incentivado a pesquisa de outras substâncias para melhorarem a produção, garantir segurança aos consumidores e não causar danos ambientais. Nesse contexto, os óleos voláteis e extratos vegetais tem recebido elevada atenção como alternativa ao uso das moléculas sintéticas. A atividade antimicrobiana dos óleos voláteis é conhecida há anos e seu mecanismo de ação geralmente é o mesmo dos antibióticos sintéticos, porém não há evidências de causar resistência bacteriana. Em vista do problema de desenvolvimento de resistência bacteriana torna-se urgente o estabelecimento de regras para o uso racional de antibióticos e o emprego de terapias alternativas para o controle das bacterioses. Entre as bacterioses de peixes de importância no Brasil destacam-se: Streptococcus sp. Flavobacterium columnare e Aeromonas hydrophila. A administração dos óleos voláteis na forma de ração para peixes requer sua proteção contra as perdas por volatilização, reações de oxidação, redução e rearranjos, o que é normalmente alcançada através do processo de microencapsulação. Dessa forma, o objetivo geral deste projeto será desenvolver um antibacteriano à base de óleos voláteis, seguro e efetivo contra as bactérias Streptococcus agalactiae, Flavobacterium columnare e Aeromonas hydrophila para uso na piscicultura.

Patente(s) depositada(s) como resultado deste projeto de pesquisa

Solicitação em análise e dentro do prazo legal de sigilo previsto na legislação BR1020180770810 - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) . Solicitação em análise e dentro do prazo legal de sigilo previsto na legislação - 26 de dezembro de 2018