Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da interação entre PrPc e STI1 na biologia de células-tronco de glioblastoma humano in vivo

Processo: 13/19860-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Marilene Hohmuth Lopes
Beneficiário:Rebeca Piatniczka Iglesia
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Células-tronco   Neoplasias neuroepiteliomatosas   Glioma   Glioblastoma   Proteínas PrPC   Chaperoninas

Resumo

O Glioblastoma Multiforme (GBM) é o tipo mais comum e agressivo de glioma, é considerado de maior grau e pior prognóstico. A sobrevida média dos pacientes é de 9 a 12 meses e a recidiva ocorre em quase 100% dos casos. Diversos estudos descrevem uma subpopulação do tumor como responsável pela origem, progressão e manutenção do tumor, as Células-Tronco de Glioblastoma (CTGs). Estas células têm capacidade de se auto-renovar, diferenciar, promover angiogênese, invasão e são resistentes a tratamentos convencionais dificultando a terapia e provocando a recidiva tumoral. Dados recentes do nosso grupo descrevem que a interação entre a Proteína Prion Celular (PrPC) e a co-chaperonina stress inducible protein one (STI1) é capaz de promover a proliferação e auto-renovação de CTGs em linhagem de GBM humano in vitro. Estes resultados indicam a relevância do complexo PrPC-STI1 na modulação da proliferação de CTGs e consequentemente na manutenção do GBM. Diante desses achados, o principal objetivo deste estudo é investigar os efeitos de STI1 e PrPC sobre a proliferação de CTGs no desenvolvimento de GBM in vivo. Avaliaremos também se o complexo PrPC-STI1 está envolvido na angiogênese e invasão, características determinantes na progressão e agressividade do GBM. Desta forma, a elucidação dos mecanismos que modulam a biologia de CTGs e suas consequências no GBM é essencial para a identificação de novas moléculas alvo que apresentem potencial terapêutico, aumentando as perspectivas de tratamento para pacientes portadores de GBM. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CRUZ, LILIAN; ROMERO, JENNY A. A.; IGLESIA, REBECA P.; LOPES, MARILENE H. Extracellular Vesicles: Decoding a New Language for Cellular Communication in Early Embryonic Development. FRONTIERS IN CELL AND DEVELOPMENTAL BIOLOGY, v. 6, AUG 28 2018. Citações Web of Science: 6.
IGLESIA, REBECA PIATNICZKA; PRADO, MARIANA BRANDAO; CRUZ, LILIAN; MARTINS, VILMA REGINA; SANTOS, TIAGO GOSS; LOPES, MARILENE HOHMUTH. Engagement of cellular prion protein with the co-chaperone Hsp70/90 organizing protein regulates the proliferation of glioblastoma stem-like cells. STEM CELL RESEARCH & THERAPY, v. 8, APR 17 2017. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
IGLESIA, Rebeca Piatniczka. Estudo da interação entre PrPC e STI1/HOP na biologia de células-tronco de glioblastoma humano in vivo.. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.