Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão dos microRNAs 29b, 34a e 145 em linhagens de células prostáticas expostas a componentes da matriz extracelular

Processo: 13/22742-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Flávia Karina Delella
Beneficiário:Bruno Martinucci
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia celular   Estadiamento de neoplasias   Matriz extracelular   Expressão de proteínas   Sobrevivência celular   Movimento celular   Tecido conjuntivo   MicroRNAs   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)   Western blotting

Resumo

A próstata é uma glândula anexa do sistema genital masculino, encontrada apenas em mamíferos, cuja principal função é produzir parte do fluido seminal. As lesões prostáticas surgem mais comumente em homens de meia idade e o câncer prostático (CaP) é o mais diagnosticado e a segunda causa de mortes por câncer entre os homens na América e nos países da Europa Ocidental. As interações entre o tecido epitelial e seu estroma circundante são responsáveis em manter a função fisiológica do órgão. Tais interações fornecem restrições proliferativas e migratórias que definirão informações anatômicas e posicionais, mediadas por fatores de crescimento e componentes da matriz extracelular. Quando o câncer se desenvolve, células transformadas perdem essas restrições, enquanto o estroma se adapta para apoiar a "função" do tumor. Descobertas recentes indicam que os tumores humanos apresentam alterações epigenéticas, tais como a expressão desregulada de microRNAs, moléculas consideradas novos oncogenes ou supressores de tumor, os quais podem ser úteis como biomarcadores para o diagnóstico, estadiamento e prognóstico do tumor. Considerando a importância da integridade da interação entre os componentes epiteliais e estromais para a manutenção da homeostase prostática e os efeitos do desequilíbrio dessa interação no desenvolvimento das afecções na glândula, mostra-se extremamente relevante avaliar a expressão de alguns microRNAs que regulam elementos da matriz extracelular, assim como a expressão do Fator de Crescimento do Tecido Conjuntivo (CTGF) em linhagens de células prostáticas humanas normais e tumorais cultivadas em meio contendo fibronectina, colágeno I ou matrigel. Para isso, células tumorais prostáticas metastáticas (LNCaP) e células prostáticas normais imortalizadas (RWPE-1), serão expostas a componentes da matriz extracelular, como a fibronectina, o colágeno I e o matrigel e, posteriormente, serão realizados teste de viabilidade celular, análise da expressão gênica dos microRNAs 29b, 34a e 145 através da técnica de RT-qPCR e análise da expressão proteica do fator de crescimento CTGF utilizando-se a técnica de western blotting. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)