Busca avançada
Ano de início
Entree

Novas perspectivas terapêuticas para o tratamento de lesões prostáticas proliferativas: imunoterapia com P-MAPA associada ao bloqueio da angiogênese

Processo: 13/10521-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Patrick Vianna Garcia
Beneficiário:Alexandre Motta Mecê
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Imunoterapia   Transformação celular neoplásica   Urologia   Histopatologia   Neoplasias da próstata   Angiogênese

Resumo

A associação de terapias envolvendo agentes imunoterápicos e antiangiogênicos pode resultar em um promissor e mais eficiente tratamento para lesões prostáticas. Em pesquisas prévias, o uso do imunomodulador P-MAPA destacou-se como um importante agente imunoterápico e a sua combinação com o inibidor de angiogênese TNP-470 pode representar um possível tratamento para essas patologias. Como na literatura especializada não há esse tipo de associação, este trabalho tem como objetivo caracterizar e comparar os efeitos morfológicos e moleculares da terapia antiangiogênica associada à imunoterapia com P-MAPA no tratamento de lesões prostáticas induzidas quimicamente. Dos 25 ratos machos Fischer 344 utilizados, 5 serão utilizados como controle e 20 sofrerão a indução química. Estes receberão dose diária subcutânea de 100 mg/Kg de Cipionato de Testosterona, com posterior inoculação (sob anestesia) de N-metil-N-nitrosouréia (MNU, 15 mg/Kg) na cápsula do lobo ventral prostático a cada 15 dias (2 doses no total). Uma semana após a última dose, serão administradas injeções subcutâneas de 5 mg/Kg de Cipionato de Testosterona em dias alternados por 120 dias. Posteriormente, todos os animais serão submetidos a exames ultrassonográficos e divididos em cinco grupos com 5 animais cada, que receberão as seguintes injeções subcutâneas três vezes por semana por 30 dias: Grupo Controle (Grupo 1): 5 mL/Kg de solução fisiológica 0,9%; Grupo MNU (Lesões Prostáticas - Grupo 2): similar ao Grupo 1; Grupo MNU+P-MAPA (Grupo 3): 5 mg/Kg de P-MAPA; Grupo MNU+TNP-470 (Grupo 4): 15 mg/Kg de TNP-470; Grupo MNU+P-MAPA e TNP-470 (Grupo 5): 5mg/Kg de P-MAPA e 15 mg/Kg de TNP-470. Após 150 dias de tratamento, amostras do lobo ventral prostático dos 25 animais serão retiradas para análises histopatológicas, imunohistoquímicas e Western Blotting.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DURAN, NELSON; FAVARO, WAGNER J. BIOGENIC SYNTHESIS OF IMPORTANT ENVIRONMENTAL MINERALS: MAGNESIUM PHOSPHATE COMPOUNDS AND PERSPECTIVES. Química Nova, v. 41, n. 5, p. 567-576, MAY 2018. Citações Web of Science: 0.
NELSON DURÁN; WAGNER J. FAVARO. BIOGENIC SYNTHESIS OF IMPORTANT ENVIRONMENTAL MINERALS: MAGNESIUM PHOSPHATE COMPOUNDS AND PERSPECTIVES. Química Nova, v. 41, n. 5, p. -, Maio 2018.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.