Busca avançada
Ano de início
Entree

Os que chegam e os que ficam: trajetórias e experiências de famílias negras migrantes em Belo Horizonte - MG (c. 1897 - c. 1950)

Processo: 13/21926-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Lucilene Reginaldo
Beneficiário:Josemeire Alves Pereira
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Migração interna   Belo Horizonte (MG)   Memória cultural   Memória social   Abolição da escravidão (1888)

Resumo

Este projeto tem por finalidade o estudo das experiências de famílias negras que se estabeleceram em Belo Horizonte, durante as primeiras décadas da história da cidade. Atenção especial será conferida àquelas constituídas principalmente por migrantes oriundos de diversas regiões do estado de Minas Gerais e de outras regiões do país, mas também serão investigadas as trajetórias das famílias constituídas por libertos e seus descendentes, que habitavam o Arraial do Curral Del-Rei, núcleo populacional que deu origem a Capital. Interessa-nos conhecer como se configurou a experiência de liberdade para estas famílias, em um contexto urbano específico: uma cidade que se constituía sob o signo da modernidade e da República, em oposição às referências do passado colonial e escravista. Quais foram os projetos criados por estas famílias e como se efetivaram, na cidade possível? A investigação envolverá a produção e análise de fontes orais, que serão abordadas em diálogo com documentação diversa, produzidas no âmbito de instituições administrativas, policiais, médicas, cartoriais, da imprensa e religiosas, ao longo do período em foco. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.