Busca avançada
Ano de início
Entree

Correios, logística e uso do território: o serviço de encomenda expressa no Brasil

Processo: 13/19277-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:María Mónica Arroyo
Beneficiário:Igor Venceslau Freitas
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/06152-2 - Serviços postais expressos e rede urbana: diferenças e similaridades entre os Estados Unidos da América e o Brasil, BE.EP.MS
Assunto(s):Informação   Redes   Uso do território   Logística   Geografia econômica

Resumo

A globalização requalifica o espaço geográfico, mundializando-o e dotando-o de uma carga maior de racionalidade e fluidez. A aceleração de todos os fluxos é outro dado da atualidade, impondo temporalidades e prazos rígidos às atividades dos atores hegemônicos e assegurando uma relação de verticalidade entre os lugares. A informação comparece como indispensável num meio técnico-científico-informacional, tanto para os objetos como para as ações. É neste contexto que o Serviço de Encomenda Expressa - SEDEX surge no Brasil e exige novas estratégias de uso do território pelos Correios para garantir a eficácia de suas ações. Esta pesquisa objetiva desvelar e analisar essas estratégias, à luz de um sistema de conceitos elaborado por Milton Santos, compreendendo o papel dos Correios na atual formação sócio-espacial brasileira, sob a tríade Estado - território - mercado. Serão levantados seis grupos de dados principais, principalmente junto à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos: das condições materiais e normativas criadas pelos Correios para o surgimento do SEDEX e aquelas que asseguraram sucessivas transformações; da cadeia articulada entre os Correios e os demais agentes do que denominamos logística postal expressa; dos modais de transporte; dos prazos oferecidos; da topologia desenhada pela logística postal expressa no Brasil; do papel da cidade de São Paulo. Após a confecção de mapas, cartogramas, tabelas e gráficos, além da realização de um trabalho de campo, espera-se com a análise crítica contribuir para o entendimento do uso do território brasileiro pelos Correios em seu ramo mais emblemático - o expresso.