Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dos efeitos neurais da restrição proteica in útero de ratos submetidos ou não a sobrecarga calórica: estudo de parâmetros neuro-comportamentais, morfo-funcionais e moleculares durante o desenvolvimento em ratos

Processo: 13/20539-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Jose Antonio Rocha Gontijo
Beneficiário:Agnes da Silva Lopes Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07607-8 - CMPO - Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas, AP.CEPID
Assunto(s):Obesidade   Morfologia (anatomia)

Resumo

Em países desenvolvidos e em desenvolvimento a desnutrição materno-infantil tem repercussões evidentes sobre a saúde da população. Isto se deve a alterações ontogênicas levando à predisposição para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e metabólicas na idade adulta. Estudos recentes sugerem que alterações durante o desenvolvimento podem estar entre as principais causas da epidemia de obesidade. A restrição de crescimento intra-uterino aumenta o risco de obesidade na vida adulta. A programação fetal por desnutrição ou restrição proteica, acarreta em exposição fetal aumentada aos glicocorticóides maternos e altera a função pós-natal do eixo hipocampo-hipotálamo-pituitária-adrenal (HHPA) podendo ocasionar, no adulto, exposição aumentada cronicamente a glicocorticóides (GC) ou exacerbação na resposta ao estresse. Os corticosteróides modulam alterações neuro-comportamentais, bem como estruturais, metabólicas e cardiovasculares associadas a anormalidades de áreas específicas do sistema nervoso central. Outros sistemas de neurotransmissores, bem como alterações epigenéticas de moduladores do desenvolvimento neural, podem estar implicados na causa ou consequência da programação fetal. Sabe-se que a ingestão excessiva de alguns macronutrientes, como carboidratos simples, pode acarretar disfunção metabólica e obesidade. Alterações neuroplásticas, incluindo o fenótipo neuroquímico, a ativação neuronal, as conexões sinápticas e o crescimento dendrítico podem ser grtadas por fatores dietéticos, não somente durante períodos críticos de desenvolvimento, mas também na adolescência e idade adulta. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.