Busca avançada
Ano de início
Entree

Analgésicos opioides associados a detomidina em ovinos: efeitos clínicos e sinérgicos

Processo: 13/13667-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Ewaldo de Mattos Junior
Beneficiário:Caio Afonso dos Santos Malta
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Anestesiologia veterinária   Morfina   Tramadol   Metadona

Resumo

Com o objetivo de verificar o sinergismo e as implicações cardiorrespiratórias da detomidina em associação a metadona, morfina ou tramadol em ovinos, serão utilizados 6 animais, machos, da raça santa inês, clinicamente hígidos. Os mesmos serão distribuídos aleatoriamente em cinco grupos de seis animais em estudo do tipo "cego" e "cruzado", respeitando o intervalo mínimo de 7 dias entre os tratamentos. Os grupos serão designados como GD (detomidina 10 ¼g/kg), GDM (detomidina 10 microg/kg + 0,5 mg/kg de metadona), GDMO (detomidina 10 microg/kg + 0,5 mg/kg de morfina) e GDT (detomidina 10 microg/kg + 5 mg/kg de tramadol), aplicados em associação na mesma seringa por via intravenosa. Serão avaliados os parâmetros de frequência cardíaca e respiratória, pressões arteriais sistólica, média e diastólica, temperatura retal, potencial hidrogeniônico no sangue arterial (pHa), pressão parcial de oxigênio no sangue arterial (PaO2), pressão parcial de dióxido de carbono no sangue arterial (PaCO2), saturação arterial de oxigênio (SaO2), íon bicarbonato (HCO3), déficit de bases (DEA) e grau de sedação. Os dados serão coletados nos momentos M0 a M120, sendo M0: basal, M15: 15 minutos após a aplicação dos fármacos e o restante dos momentos correspondentes a um intervalo de 15 minutos entre eles, perfazendo um total de duas horas de avaliação. Os resultados serão submetidos ao teste de normalidade de Shapiro-Wilk, quando apresentarem distribuição normal será empregado análise de variância (ANOVA) de amostras repetidas e análise complementar de Bonferroni e as variáveis de distribuição anormal serão comparadas com o teste de Wilcoxon. O nível de significância estabelecido será de 5%.