Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da comunidade bacteriana de uma área de processamento de cobre e identificação do mecanismo de resistência a metais pesados

Processo: 13/11020-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Elen Aquino Perpetuo
Beneficiário:Louise Hase Gracioso
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57708-7 - CEPEMA-USP, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):15/18089-3 - Remoção de cobre usando consórcio microbiano isolado a partir de resíduos de mineração, BE.EP.DR
Assunto(s):Metais   Eletroforese em gel de gradiente desnaturante   Biorremediação   Proteoma

Resumo

Apesar da grande importância dos micro-organismos para a manutenção da biosfera, estima-se que apenas uma pequena fração das espécies microbianas existentes tenha sido descrita e caracterizada. Mediante a evolução tecnológica para a identificação e classificação dos micro-organismos, nas últimas décadas, os microbiologistas vêm desvendando a enorme diversidade microbiana existente e correlacionando-a com o funcionamento dos ecossistemas, por meio de técnicas moleculares. O conhecimento da diversidade microbiana ambiental constitui um objeto de grande valor para o desenvolvimento de processos tecnológicos para a biorremediação de áreas degradadas e contaminadas com compostos tóxicos e recalcitrantes, pois muitas espécies de micro-organismos são capazes de degradar ou auxiliar na transformação de tais substâncias. Os metais pesados são uma das fontes mais relevantes de poluição ambiental desde a revolução industrial, principalmente porque estes metais não são degradados e, portanto, permanecem no ambiente. Nesta situação, ambientes contaminados com metal pesado mantém o processo seletivo em populações bacterianas nativas por longo período de tempo. Diversos micro-organismos adaptaram-se com sucesso à presença de variados metais, pelo uso de mecanismos de resistência codificados por cromossomos, plasmídeos ou transposons. O presente trabalho pretende, além de estudar a diversidade bacteriana de uma região contaminada com cobre, analisar através da proteômica as proteínas super expressas na presença de altas concentrações de cobre, na tentativa de elucidar os mecanismos de resistência ao cobre, das bactérias que tolerarem maior concentração deste composto.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Bactérias ajudam a tratar água utilizada por refinarias de petróleo 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GRACIOSO, LOUISE HASE; GALLUZZI BALTAZAR, MARCELA PASSOS; AVANZI, INGRID REGINA; KAROLSKI, BRUNO; OLLER NASCIMENTO, CLAUDIO AUGUSTO; PERPETUO, ELEN AQUINO. Analysis of copper response in Acinetobacter sp. by comparative proteomics. METALLOMICS, v. 11, n. 5, p. 949-958, MAY 1 2019. Citações Web of Science: 0.
GRACIOSO, LOUISE H.; VIEIRA, PAULA B.; BALTAZAR, MARCELA P. G.; AVANZI, INGRID R.; KAROLSKI, BRUNO; NASCIMENTO, CLAUDIO A. O.; PERPETUO, ELEN A. Removal of phenolic compounds from raw industrial wastewater by Achromobacter sp. isolated from a hydrocarbon-contaminated area. WATER AND ENVIRONMENT JOURNAL, v. 33, n. 1, p. 40-50, FEB 2019. Citações Web of Science: 0.
AVANZI, INGRID REGINA; GRACIOSO, LOUISE HASE; GALLUZZI BALTAZAR, MARCELA DOS PASSOS; KAROLSKI, BRUNO; PERPETUO, ELEN AQUINO; OLLER DO NASCIMENTO, CLAUDIO AUGUSTO. Rapid bacteria identification from environmental mining samples using MALDI-TOF MS analysis. Environmental Science and Pollution Research, v. 24, n. 4, p. 3717-3726, FEB 2017. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.