Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito das emissões de aerossol no presente e futuro dos padrões das emissões da chuva

Processo: 13/21555-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Convênio/Acordo: CNPq - Pronex
Pesquisador responsável:Arnaldo Alves Cardoso
Beneficiário:Leticia Caetano da Silva
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/58073-5 - Effects of emissions on current and future rainfall patterns in southeast Brazil, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Química atmosférica   Biomassa   Precipitação atmosférica   Aerossóis

Resumo

Este projeto tem como meta conhecer as relações de interdependência que envolvem a mudança climática relacionadas à precipitação, à formação de nuvens e aerossóis na região rural subtropical da América do Sul (sudeste do Brasil). A região é um interessante laboratório natural para esse estudo, devido às grandes diferenças sazonais nos padrões de clima, com períodos distintos de seca e chuva. As fontes de emissão de aerossóis antrópicos são bem definidas, especialmente com relação à queima de biomassa agrícola. Estudos já divulgados na literatura relatam intensificação de tempestades sobre as grandes cidades, devido à presença de aerossóis de origem antrópicas. No estudo presente pretendemos investigar até que ponto mecanismos semelhantes atuam em áreas rurais, e como eles podem afetar a distribuição e intensidade de precipitação. Pretende-se também acompanhar eventuais alterações na natureza química e física dos aerossóis atmosféricos resultado da lei que limita progressivamente a queima de biomassa. Estes fatores serão importantes para reconhecer como estas mudanças poderão afetar mecanismo de precipitação e por conseqüência afetar o ciclo hidrológico, com efeito direto na disponibilidade dos recursos hídricos usados na agricultura, na industria, geração de energia elétrica e até mesmo na oferta de água potável para uso doméstico. Para atingir os objetivos serão feitas medidas sobre emissão e composição física e química de material particulado presente na atmosfera da região central de São Paulo. Para isto serão feitas amostragens do material particulado com posterior analise de composição química, medidas sobre número de partículas presentes em diferentes faixas de diâmetro e caracterização de sua capacidade higroscópica. Em paralelo serão coletados dados sobre a frequência, distribuição e intensidade de precipitação e a freqüência descargas elétricas de nuvens para o solo (dados obtidos usando radares tipo Doppler). Conhecimentos sobre a composição química de partículas serão utilizados para identificar as fontes de aerossol (usando receptor modelagem). Os dados serão posteriormente interrelacionados na busca de tendências sobre o material particulado atmosférico e a freqüência e intensidade de chuvas e raios e que resultem ao final em um modelo de entendimento e previsão de efeitos em longo prazo. (AU)