Busca avançada
Ano de início
Entree

Autoridade e Educação na obra de Hannah Arendt

Processo: 13/14265-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Fundamentos da Educação
Pesquisador responsável:José Sergio Fonseca de Carvalho
Beneficiário:Thiago Miranda dos Santos Moreira
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filosofia da educação   Autoridade   Planejamento pedagógico   Análise crítica do discurso

Resumo

Vivemos a sensação de uma crise de autoridade no mundo moderno e seu impacto no âmbito educacional tem sido objeto de análises e críticas. Nesse contexto, os discursos educacionais sobre autoridade sugerem a existência de uma disputa conceitual entre duas concepções alternativas. A primeira delas, vê na autoridade um dispositivo obsoleto de coerção e poder. A outra, considera que este é um elemento fundamental das relações educativas e que, portanto, deve ser restaurado. De acordo com Arendt, este não é um fenômeno gerado na esfera da educação, mas o seu impacto neste âmbito é o sintoma mais evidente de sua profundidade. Considerando a relevância do tema para a educação, este trabalho tem por objetivo investigar o conceito de autoridade na obra de Hannah Arendt, bem como o seu lugar nas relações educativas e o significado político desta crise.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)