Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise integrativa do dimorfismo sexual em lagartos: morfologia, significado funcional e seleção

Processo: 13/14125-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 05 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Tiana Kohlsdorf
Beneficiário:Renata Brandt Nunes
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/01558-3 - Alocação sexual facultativa em resposta a razão sexual operacional ou juvenil no lagarto Anolis sagrei, BE.EP.PD
Assunto(s):Caracteres sexuais

Resumo

O dimorfismo sexual (DS) expressa-se em diferenças fenotípicas entre machos e fêmeas de uma mesma espécie, e é um dos grandes paradigmas na Biologia Evolutiva. Pode resultar de pressões evolutivas diferenciadas entre os sexos relacionadas com a capacidade deles cumprirem seu papel ecológico. Consequentemente, a ocorrência de DS pode refletir e/ou influenciar aspectos cruciais da história natural das espécies. Um desses aspectos seria a variação da morfologia associada à ocupação de microhabitats e uso de recursos. Lagartos são organismos-modelo neste contexto específico - o estudo da ecomorfologia - e fornecem evidências convincentes de adaptação morfológica e convergência impulsionada pela ecologia. Padrões de diversidade morfológica associados à ocupação de microhabitats podem possuir raízes funcionais, afetando diretamente o desempenho organismal exibido em contextos ecológicos específicos, mas essas relações de forma-função com a ecologia podem ser tamponadas pelo comportamento. O conhecimento a respeito das relações entre forma-função e a diversidade ecológica dos lagartos é amplo mas restrito a apenas um dos sexos. Tendo em vista que morfologia e desempenho podem ainda estar sujeitos à pressões evolutivas relacionadas a aquisição ou escolha de parceiros, ignorar a contribuição do DS em características fenotípicas que são ecologicamente relevantes pode subestimar o componente adaptativo das radiações evolutivas. A presente proposta de pesquisa objetiva primariamente elucidar que tipos de pressões seletivas produziram divergência entre machos e fêmeas de lagartos, inferindo subsequentemente quais características ecológicas estariam associadas com o grau de DS. Utilizando Tropidurinae como sistema de estudo, serão investigados os padrões evolutivos de DS na morfologia no contexto de uso diferencial de recursos, como microhabitat e dieta, e de consequências funcionais em atividades correlatas, como comportamento, locomoção e mordida. Serão desvendados ainda quais traços fenotípicos, tanto morfológicos quanto funcionais, que apresentam DS estão evoluindo sob pressões seletivas naturais ou sexuais em uma espécie representante da linhagem (Tropidurus torquatus). As três abordagens propostas no presente projeto contribuirão consideravelmente para a compreensão do papel da diferenciação entre machos e fêmeas na evolução fenotípica em contextos ecológicos específicos. A generalidade do DS ecológico é uma pergunta ainda sem resposta, e permanece o impasse acerca do alvo mais direto de pressões seletivas (se são também as características funcionais ou principalmente variáveis morfológicas). A avaliação do dimorfismo no desempenho constituiu, portanto, peça fundamental para a compreensão não apenas da história da evolução do DS, mas também da coevolução do fenótipo com características ecológicas dos organismos. Destaca-se que a presente proposta representa a primeira avaliação interespecífica das relações de forma-função e dos contextos ecológicos em que elas evoluíram incorporando a existência de DS em lagartos. Finalmente, este será um dos raros trabalhos a medir os dois tipos de pressões seletivas (natural e sexual) em conjunto no campo, contribuindo consideravelmente para a construção do conhecimento em diversas áreas dentro da Biologia Evolutiva.

Publicações científicas (8)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DEES, ALLISON; WILSON, KAYLA; REALI, CHANEL; PRUETT, JENNA E.; HALL, JOSHUA M.; BRANDT, RENATA; WARNER, DANIEL A. Communal egg-laying behaviour and the consequences of egg aggregation in the brown anole (Anolis sagrei). Ethology, v. 126, n. 7 APR 2020. Citações Web of Science: 0.
BONINI-CAMPOS, BIANCA; LOFEU, LEANDRO; BRANDT, RENATA; KOHLSDORF, TIANA. Different developmental environments reveal multitrait plastic responses in South American Anostomidae fish. JOURNAL OF EXPERIMENTAL ZOOLOGY PART B-MOLECULAR AND DEVELOPMENTAL EVOLUTION, v. 332, n. 7, p. 238-244, NOV 2019. Citações Web of Science: 0.
SIMON, MONIQUE NOUAILHETAS; BRANDT, RENATA; KOHLSDORF, TIANA; ARNOLD, STEVAN J. Bite performance surfaces of three ecologically divergent Iguanidae lizards: relationships with lower jaw bones. Biological Journal of the Linnean Society, v. 127, n. 4, p. 810-825, AUG 2019. Citações Web of Science: 0.
CITADINI, J. M.; BRANDT, R.; WILLIAMS, C. R.; GOMES, F. R. Evolution of morphology and locomotor performance in anurans: relationships with microhabitat diversification. JOURNAL OF EVOLUTIONARY BIOLOGY, v. 31, n. 3, p. 371-381, MAR 2018. Citações Web of Science: 6.
LOFEU, LEANDRO; BRANDT, RENATA; KOHLSDORF, TIANA. Phenotypic integration mediated by hormones: associations among digit ratios, body size and testosterone during tadpole development. BMC Evolutionary Biology, v. 17, AUG 2 2017. Citações Web of Science: 6.
ROTHIER, PRISCILA S.; BRANDT, RENATA; KOHLSDORF, TIANA. Ecological Associations of Autopodial Osteology in Neotropical Geckos. Journal of Morphology, v. 278, n. 3, p. 290-299, MAR 2017. Citações Web of Science: 4.
BRANDT, RENATA; DE BARROS, FABIO CURY; NORONHA, CAROLINA; JOSE TULLI, MARIA; KOHLSDORF, TIANA. Sexual differences in locomotor performance in Tropidurus catalanensis lizards (Squamata: Tropiduridae) - body shape, size and limb musculature explain variation between males and females. Biological Journal of the Linnean Society, v. 118, n. 3, p. 598-609, JUL 2016. Citações Web of Science: 5.
BRANDT, R.; GALVANI, F.; KOHLSDORF, T. Sprint performance of a generalist lizard running on different substrates: grip matters. Journal of Zoology, v. 297, n. 1, p. 15-21, SEP 2015. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.