Busca avançada
Ano de início
Entree

O luso-africanismo no início do século XVII: a presença portuguesa nas Áfricas Ocidental e Centro-Ocidental.

Processo: 13/18238-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Pesquisador responsável:Marina de Mello e Souza
Beneficiário:Alec Ichiro Ito
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História moderna   História da África

Resumo

Durante muitos anos a história pré-colonial da África foi marcada pelo olhar eurocêntrico, evolucionista e racista da Europa ocidental do século XIX. O tempo passou e novas tendências surgiram em meados de 1960, sinalizando que não mais os pesquisadores ocidentais poderiam enxergar a África através dos olhos imperialistas. Seguindo os passos da nova história africana, o presente projeto de mestrado parte do princípio de que o fazer político e as estruturas socioculturais africanas, readaptadas e reapropriadas ao mundo luso-africano do século XVII, foram decisivas para que os portugueses firmassem sua presença nas Áfricas Ocidental e Centro-Ocidental. A hipótese aqui levantada é a de que Santiago e Luanda, dois centros populacionais fundados ainda no século XVI pelos portugueses, transformaram-se em microcosmos privilegiados com os quais os invasores aos poucos permearam as tramas do poder que se estendiam pelas regiões hoje conhecidas como Angola, Cabo Verde, Serra Leoa, Senegal e Guinés Bissau e Conacri. Nesse sentido, a adaptação de um sistema burocrático-administrativo na África e todas as suas implicações políticas no contexto da expansão ultramarina no Atlântico, vinculadas aos hábitos e costumes de um mundo luso-africano à margem de Lisboa, pode ser abordada como um novo campo de investigação.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ITO, Alec Ichiro. Uma \'tão pesada cruz\': o governo da Angola portuguesa nos séculos XVI e XVII na perspectiva de Fernão de Sousa (1624-1630). 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.