Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito tripanosomicida de inibidores da síntese de Ergosterol associado aos efeitos anti-inflamatórios de Melatonina na Cardiomiopatia Chagásica Crônica

Processo: 13/18626-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise e Controle de Medicamentos
Pesquisador responsável:Sérgio de Albuquerque
Beneficiário:Luiz Gustavo Rodrigues Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Melatonina   Bioensaio   Trypanosoma cruzi

Resumo

Estratégias de tratamento baseadas na associação de drogas antiparasitárias e imunomoduladoras têm sido consideradas promissoras nas pesquisas de novos tratamentos para a doença de Chagas. Conforme estudos recentes, os potentes inibidores da biossíntese de ergosterol, Posaconazol e Ravuconazol têm apresentado atividade tripanosomicida com baixa toxicidade in vivo, sendo considerados como fármacos alternativos no tratamento da doença. O neurohormônio Melatonina apresenta uma notável versatilidade de efeitos in vivo, tais como: atividades anti-inflamatória, antioxidante e imunomoduladora, sendo utilizada como substância terapêutica em diversas patologias experimentais, incluindo a infecção por Trypanosoma cruzi. No presente estudo, investigaremos possíveis efeitos complementares dos inibidores da biossíntese de ergosterol e Melatonina na eliminação do parasitismo e re-solução do processo inflamatório cardíaco. Para tanto será realizado: 1- padronização dos animais que desenvolverão miocardite crônica 2- tratamento com as substâncias propostas 3 - monitoramento das funções cardíacas e das concentrações plasmáticas dos fármacos após tratamento 4 - avaliação de parâmetros imunológicos e 5 - análise da resolução da doença por meio de critérios de cura propostos. Com auxílio do exame de eletrocardiograma, estu-daremos os efeitos in vivo das substâncias sob a miocardite crônica induzida pela cepa Y de T. cruzi em ratos wistar. Após eutanásia dos animais, serão utilizadas técnicas de histopatologia para avaliação de focos inflamatórios cardíacos e de imunoflorescência, para detecção de espécies reativas do oxigênio (ROS) e óxido nítrico (NO). Quantificaremos os níveis plasmáticos dos fármacos testados para estimativa dos tempos de meia vida destes. Células do infiltrado inflamatório cardíaco (CD3+CD4+/CD3+CD8+/CD4+CD25+FoxP3+Treg) serão caracterizadas e quantificadas por citometria de fluxo. Utilizaremos ensaios ELISA para detecção e quantificação de citocinas pró-inflamatórias: (INF-gama e TNF-alfa) / modulató-rias: (TGF-Beta, IL-10) e PCR Real Time para detecção e quantificação de DNA do parasito no sangue e tecido cardíaco. Os dados obtidos a partir dos tratamentos experimentais poderão incrementar a literatura científica no contexto das terapias baseadas na associação de subs-tâncias contra a doença de Chagas.