Busca avançada
Ano de início
Entree

Implicações educacionais do conceito de Letramento Emergente: adaptação do programa Falar, Ler e Escrever no Jardim da Infância (Viana et al., no prelo) ao contexto brasileiro de educação infantil

Processo: 13/17472-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 13 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 02 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Cognitiva
Pesquisador responsável:Sylvia Domingos Barrera
Beneficiário:Sylvia Domingos Barrera
Anfitrião: Maria Iolanda Ferreira da Silva Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade do Minho (UMinho), Portugal  
Assunto(s):Ensino e aprendizagem   Alfabetização   Consciência fonológica   Escrita   Leitura

Resumo

Constitui um fato amplamente reconhecido pela literatura especializada que as crianças tendem a se beneficiar, tanto no presente como em sua escolaridade futura, da frequência à Educação Infantil e que esses efeitos se correlacionam com a qualidade da educação recebida, sendo mais significativos para as crianças mais pobres. Dentre os itens considerados para a avaliação da qualidade da Ed. Infantil encontram-se a estruturação do currículo em geral e, de modo mais específico, as atividades pedagógicas realizadas. O programa "Falar, ler e escrever no jardim-de-infância", desenvolvido por pesquisadoras do Departamento de Psicologia da Universidade do Minho (Viana et al., no prelo) tem como objetivo geral proporcionar a educadores da Ed. Infantil um conjunto estruturado de atividades que contribuam para o desenvolvimento das competências de letramento emergente, ou seja, das habilidades, conhecimentos e atitudes considerados precursores da leitura e da escrita, dentre as quais destacam-se: a linguagem oral, os conhecimentos a respeito do material impresso, a consciência fonológica e a motivação para as atividades de leitura e escrita. A relevância do desenvolvimento de um trabalho desse tipo na Ed. Infantil justifica-se pelo impacto destas competências iniciais na aprendizagem da leitura e da escrita. Considerando assim as perspectivas teórico-metodológicas relacionadas ao conceito de "letramento emergente" e seu potencial para oferecer contribuições à elaboração de propostas curriculares de Ed. Infantil que integrem atividades relacionadas tanto ao domínio do código alfabético quanto aos seus usos e funções sociais, bem como a proposta do Programa "Falar, Ler e Escrever no Jardim da Infância", propomo-nos a desenvolver as seguintes atividades de pesquisa, durante o período de Pós-Doutorado a ser realizado no Departamento de Psicologia da Universidade do Minho: 1) realizar uma atualização da literatura sobre o tema do letramento emergente e de programas de intervenção em educação pré-escolar baseados no mesmo, com vistas à publicação de um artigo científico sobre o tema em revista internacional de reconhecida qualidade editorial na área da Psicologia; 2) realizar uma adaptação do Programa "Falar, Ler e Escrever no Jardim da Infância" para o contexto da Ed. Infantil no Brasil (envolvendo também a adaptação e/ou seleção das obras de literatura infantil nas quais o mesmo se apoia). (AU)