Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelo conceitual da contaminação por solventes organoclorados no aquífero raso da região do canal do Jurubatuba em São Paulo

Processo: 13/24846-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Reginaldo Antonio Bertolo
Beneficiário:Marcos Bolognini Barbosa
Supervisor no Exterior: Beth L. Parker
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Guelph, Canadá  
Vinculado à bolsa:12/11691-1 - Modelo conceitual da contaminação por solventes organoclorados no aquífero raso da região do canal do jurubatuba em são paulo, BP.MS
Assunto(s):Hidrogeologia   Poluição da água   Contaminantes químicos da água   Risco sanitário

Resumo

O Parque Industrial do Jurubatuba, um antigo bairro industrial na região sudeste da cidade de São Paulo, encontra-se contaminado regionalmente devido à presença de solventes organoclorados na água subterrânea. Tal contaminação é proveniente de várias fontes e alcançou poços de produção, gerando riscos para a população local. O problema caracterizou-se por ser bastante complexo e desafiador, dadas à dificuldade na previsão de fluxos em aquíferos fraturados e a grande toxicidade e mobilidade desse tipo de contaminante. Desde as primeiras detecções desses compostos na água subterrânea da região do canal de Jurubatuba, já foram realizados vários trabalhos de caracterização de detalhe de sites contaminados. Contudo, nunca foi feita a integração das informações levantadas. Neste contexto, este projeto de mestrado tem como objetivo preparar um modelo conceitual integrado da contaminação, permitindo caracterizar a hidrogeologia local, as áreas fontes de contaminação e a distribuição dos contaminantes em subsuperfície. A partir destes resultados será possível identificar os locais onde falta informação ou os dados estão inconsistentes. A metodologia adotada se baseia em um banco de dados associado ao Sistema de Informações Geográficas. O banco de dados será alimentado com toda informação disponível nos estudos de áreas contaminadas da CETESB e terá como produto final um modelo em 3D para caracterizar a hidrogeologia e a distribuição dos contaminantes. A próxima atividade planejada para este projeto contempla um intercâmbio na Universidade de Guelph (Canadá). O estágio será realizado com o grupo de pesquisa G360 que tem uma vasta experiência internacional em projetos de caracterização e gerenciamento de áreas contaminadas, especialmente em casos de contaminação por solventes organoclorados. O principal objetivo deste intercâmbio é obter suporte técnico na interpretação dos dados e fazer uso das ferramentas e do expertise dos profissionais do grupo de pesquisa Canadense. Os resultados esperados são: primeiramente uma robustez no desenvolvimento do modelo conceitual integrado da contaminação; e em segundo lugar a participação em cursos avançados de hidrogeologia, trabalhos de campo e processamento de dados. Além disso, o intercâmbio irá contribuir no aperfeiçoamento da língua inglesa, principal idioma do meio científico. O cronograma proposto para o intercâmbio tem início em fevereiro de 2014 e se estende por um período de 6 meses. (AU)