Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito de talos e folhas de beterraba (Beta vulgaris L.) no strees oxidativo de animais submetidos a dieta hiperlipídica

Processo: 13/18498-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Caroline Dario Capitani
Beneficiário:Isabela Micheletti Lorizola
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Assunto(s):Dieta hiperlipídica   Estresse oxidativo   Alimentos funcionais   Compostos fenólicos   Compostos bioativos   Antioxidantes   Beterraba   Análise de variância

Resumo

Partes usualmente não consumidas, como talos e folhas de hortaliças, apresentam uma riqueza de compostos bioativos, com destaque para os compostos fenólicos, desprezados durante o processamento doméstico e industrial. Estudos recentes demonstram os subprodutos de beterraba (Beta vulgaris L.) (talos, folhas, cascas ou bagaço) possuem capacidade citotóxica e expressive capacidade em melhorar a resposta ao stress oxidativo de animais submetidos à dieta hiperlipídica. Sendo assim, o presente projeto tem como objetivo avaliar o efeito de talos e folhas de beterraba no stress oxidative de animais submetidos à dieta hiperlipídica. Para isso, as folhas e talos de beterraba serão desidratados em forno convencional, visando simular procedimento doméstico de cocção, e, em seguida, serão adicionados à dieta (8% de compostos fenólicos totais). Os animais (n = 30) serão divididos em dois grupos (dieta de manutenção e dieta hiperlipídica) acrescidas de talos e folhas de beterraba desidratados ou na forma de extrato etanólico. Ao final do experimento, os animais serão sacrificados e as amostras de sangue e de tecido hepático serão utilizados para as seguintes análises: perfil lipídico, concentração de Malondialdeído (MDA), atividade antioxidante pelo método ORAC, atividade das enzimas antioxidantes superóxido dismutase (SOD), catalase (CAT), glutationa redutase (GR) e glutationa peroxidase (GPx). Os resultados obtidos serão comparadas entre os grupos utilizando-se análises de variância (ANOVA), ao nível de significância de 5% de probabilidade.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LORIZOLA, ISABELA M.; FURLAN, CIBELE P. B.; PORTOVEDO, MARIANA; MILANSKI, MARCIANE; BOTELHO, PATRICIA B.; BEZERRA, ROSANGELA M. N.; SUMERE, BEATRIZ R.; ROSTAGNO, MAURICIO A.; CAPITANI, CAROLINE D. Beet Stalks and Leaves (Beta vulgaris L.) Protect Against High-Fat Diet-Induced Oxidative Damage in the Liver in Mice. NUTRIENTS, v. 10, n. 7 JUL 2018. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.