Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação clínica da angioplastia transluminal percutânea para tratamento das estenoses de fístulas arteriovenosas

Processo: 13/20330-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:José Maria Pereira de Godoy
Beneficiário:Mayara Cardozo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Angioplastia   Constrição patológica   Diálise renal   Fístula arteriovenosa

Resumo

Introdução: A trombose é a principal causa de complicações de acesso vascular e está quase sempre associada à presença da estenose . Nos últimos anos, vários estudos demonstraram que a angioplastia é eficaz e apresenta algumas vantagens em relação ao tratamento cirúrgico convencional visando o aumento da patência das fístulas arteriovenosas. Objetivos: Avaliar a patência primária das fístulas arteriovenosas (FAV) após angioplastia transluminal percutânea (ATP); analisar a freqüência de comorbidades relacionadas com a recorrência de estenose em pacientes submetidos à ATP; identificar o grau de estenose em pacientes submetidos à ATP e sua duração; avaliar a frequência de complicações pós ATP e as principais causas de falência; identificar a evolução do paciente submetido à ATP de acordo com o tipo de FAV e a localização da estenose; avaliar a evolução clínica/cirúrgica do paciente submetido à ATP (transplante renal, hemodiálise e óbito).Métodos: Serão analisados prontuários de pacientes submetidos à angioplastia transluminal percutânea, realizados no Serviço de Angiografia do Hospital de Base de São José do Rio Preto no período de 01 de janeiro de 2004 a 31 de janeiro de 2013, com seguimento médio de 10 meses (2 a 40 meses). Será avaliada a patência primária das fístulas arteriovenosas apósangioplastia transluminal percutânea e sua associação com fatores de risco que podem contribuir para pobre evolução clínica dos pacientes. A análise estatística será realizada por métodos paramétricos e não paramétricos, conforme a natureza das variáveis envolvidas, incluindo análise de variância com teste de Tukey, teste exato de Fisher ou qui-quadrado, teste t e regressão multivariada. O nível de significância para rejeição da hipótese de nulidade será P < 0,05.