Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão da proteína RH5 de Plasmodium falciparum para subsequente seleção de aptâmeros por eletroforese capilar

Processo: 13/23255-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Alexander Henning Ulrich
Beneficiário:Giovane Carreira Improta
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Plasmodium falciparum   Malária   Eletroforese capilar

Resumo

Na infecção por Plasmodium falciparum, o parasita promove modificações na superfície dos eritrócitos de seus hospedeiros a fim de sobreviver. Dentre essas modificações ocorre a inserção de proteínas que permitem a citoaderência ou a absorção de nutrientes. Acredita-se que essas proteínas integradas participam da proliferação e sobrevivência do parasita dentro do eritrócito. Com base nesse pressuposto, propomos desenvolver aptâmeros, que são oligonucleotídeos identificados a partir de seleção in vitro, denominada SELEX, com alta afinidade e especificidade de ligação a proteínas secretadas pelo parasita para superfície do eritrócito. Escolhemos como alvo a proteína PfRH5 (P. falciparum reticulocyte binding like), que se mostrou ser essencial para crescimento celular em todas as cepas de P. falciparum, e portanto foi escolhido como candidata para desenvolvimento de vacina. Os passos desenvolvidos ao longo deste projeto serão a expressão e purificação da proteína recombinante seguido da padronização da eletroforese capilar (EC) para seleção de aptâmeros, seguido de dois ciclos de seleção in vitro e fracionamento de complexos aptâmeros- PfRH5 por EC. A confirmação da afinidade dos aptâmeros selecionados serve como prova de princípio para desenvolvimento de aptâmeros contra proteínas de Plasmodium falciparum por EC. Este projeto é parte de uma rede colaborativa envolvendo cientistas brasileiros e alemães financiado pelas agências de fomento FAPESP e BMBF (Alemanha). (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.