Busca avançada
Ano de início
Entree

Fisiologia do crescimento em biorreator de linhagens de Saccharomyces cerevisiae isoladas de biomas brasileiros

Processo: 13/17859-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Andreas Karoly Gombert
Beneficiário:Felipe Baratho Beato
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/10366-5 - Análise poliômica de linhagens de Saccharomyces cerevisiae isoladas de biomas brasileiros: novas perspectivas sobre a biodiversidade e aplicações industriais, BE.EP.MS
Assunto(s):Biodiversidade   Leveduras   Saccharomyces cerevisiae

Resumo

Apesar de ser o organismo vivo mais empregado em processos biotecnológicos e também o eucarioto mais bem estudado, a levedura Saccharomyces cerevisiae ainda não tem o seu habitat natural bem caracterizado. Linhagens indígenas desta levedura foram isoladas de ecossistemas de Mata Atlântica e de Mata de Galeria do Cerrado, pelo grupo de pesquisa do Prof. Dr. Carlos A. Rosa, da Universidade Federal de Minas Gerais. 14 destas linhagens foram recentemente caracterizadas em nosso laboratório, de maneira preliminar, através de cultivos em frascos agitados. Em função de algumas de suas características fisiológicas, principalmente a velocidade específica de crescimento, o fator de conversão de açúcar a etanol e a tolerância ao estresse, 4 linhagens deste grupo foram selecionadas para comparação fisiológica em biorreator com linhagens-referência de S. cerevisiae, nomeadamente a CEN.PK113-7D (laboratorial) e a PE-2 (industrial da produção de etanol combustível). Os cultivos em biorreator permitem um controle melhor das condições de cultivo, quando comparados aos cultivos em frasco agitado. Por exemplo, o pH e o oxigênio dissolvido podem ser controlados no primeiro tipo de cultivo, tornando a comparação fisiológica entre as linhagens mais precisa. Além disto, é possível cultivar as linhagens em regime de quimiostato, modo de cultivo que permite controlar também a velocidade específica de crescimento do microrganismo. Com este projeto, pretende-se obter um quadro de resultados que nos permita avaliar quão diferentes (ou parecidas) são as linhagens indígenas de linhagens muito bem caracterizadas e empregadas pelo Homem em diferentes aplicações. Eventualmente, os resultados podem levar à descoberta de características fisiológicas nas linhagens indígenas que permitam sua aplicação na melhoria de processos industriais biotecnológicos. Esta solicitação está relacionada ao projeto PITE FAPESP/VALE 2010/51318-2.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BEATO, FELIPE B.; BERGDAHL, BASTI; ROSA, CARLOS A.; FORSTER, JOCHEN; GOMBERT, ANDREAS K. Physiology of Saccharomyces cerevisiae strains isolated from Brazilian biomes: new insights into biodiversity and industrial applications. FEMS Yeast Research, v. 16, n. 7 NOV 2016. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.