Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel dos microRNAs (miR-1, miR-133, miR-206, miR-208b, miR-499 e miR-223) no músculo esquelético de Camundongos C57BL/6 durante o estado de resistência à insulina

Processo: 13/19787-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 26 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Alice Cristina Rodrigues
Beneficiário:Flávia de Toledo Frias
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/05876-6 - Avaliação de microRNAs no desenvolvimento da resistência à insulina, AP.JP
Bolsa(s) vinculada(s):14/25992-9 - papel dos microRNAs na função mitocondrial do músculo esquelético durante o estado de resistência à insulina, BE.EP.MS
Assunto(s):Diabetes mellitus   Farmacogenética   Endocrinologia   Resistência à insulina   MicroRNAs

Resumo

O diabetes melito tipo 2 (DM2) representa um problema de saúde importante decorrente do desenvolvimento da resistência à insulina, sendo os microRNAs (miR ou miRNA) moléculas recentemente apontadas na regulação gênica de vias metabólicas. O objetivo desse projeto é: 1) investigar em músculo esquelético de camundongos da linhagem C57BL/6 se os miRs-1, 133, 206, 208b e 499 (específicos para músculo) e miR-223 (não-específico) regulam os genes envolvidos na resistência à insulina induzida por dieta hiperlipídica, e 2) se esses miRNAs podem estar relacionados ao desenvolvimento de resistência à insulina ou serem alvos terapêuticos de fármacos que melhoram essa resistência. Camundongos da linhagem C57BL/6 serão alimentados com dieta balanceada ou hiperlipídica durante 8 semanas. Nas duas últimas semanas de dieta antes do sacrifício em um grupo de animais de cada tipo de dieta será administrado o fenofibrato. Os seguintes parâmetros serão avaliados: sensibilidade à insulina; determinações de parâmetros plasmáticos, como colesterol total e frações, triglicerídeos, enzimas hepáticas, glicose e insulina; responsividade à insulina em músculo incubado; análise e identificação dos miRNAs em amostras de músculo esquelético com e sem o tratamento com o fármaco fenofibrato, expressão de RNAm dos genes alvos dos miRNAs identificados e análise funcional dos miRNAs. O melhor conhecimento sobre os mecanismos de ação dos microRNAs no músculo esquelético irá auxiliar na compreensão da progressão da resistência à insulina e DM2, e no desenvolvimento de novas terapias que tenham como alvo os miRNAs neste tecido.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FRIAS, Flávia de Toledo. Papel dos microRNAs (miR-1, miR-133, miR-206, miR-208b, miR-499 e miR-223) no músculo esquelético de camundongos C57BL/6 durante o estado de resistência à insulina.. 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.