Busca avançada
Ano de início
Entree

Diabetes mellitus e câncer de cabeça e pescoço

Processo: 13/21702-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Victor Wünsch Filho
Beneficiário:Rejane Augusta de Oliveira Figueiredo
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/18893-4 - Diabetes mellitus e câncer de cabeça e pescoço, BE.EP.DR
Assunto(s):Neoplasias de cabeça e pescoço   Diabetes mellitus

Resumo

O câncer de cabeça e pescoço (CCP) inclui os tumores da boca, orofaringe, hipofaringe e laringe. O consumo de tabaco e de álcool são os principais fatores de risco associados ao CCP, porém outros fatores de risco têm sido também considerados, tais como: dieta, agentes ocupacionais, higiene bucal e infecção pelo HPV. Diversos estudos identificaram que pacientes com Diabetes Mellitus (DM) apresentam excesso de risco e pior prognóstico para alguns tipos de câncer como o de fígado, de pâncreas, de colorretal, de mama e outros. Recentemente, tem sido sugerida a associação do DM com o CCP, porém, até o momento, poucos estudos foram realizados sobre o tema. Os maiores estudos realizados consideraram apenas a presença de DM referida pelo próprio entrevistado. Há evidências de que a DM autorreferida reflete prevalência aproximadamente 46% inferior à detectada por exame laboratorial. No presente estudo, além da doença autorreferida, a DM será mensurada pelo exame de hemoglobina glicada (A1C). Também serão consultados os prontuários médicos dos pacientes para aumentar a confiabilidade da presença de DM. Objetivo: avaliar a associação entre diabetes mellitus e câncer de cabeça e pescoço. Material e métodos: este estudo caso-controle está sendo conduzido em cinco centros clínicos do Estado de São Paulo. Até o final de 2014 estima-se obter uma amostra de 1400 casos e 1000 controles selecionados nos hospitais participantes. Os casos são indivíduos diagnosticados com CCP, confirmados por exame histopatológico. Os controles podem ser hospitalares ou visitantes de pacientes, pareados com os casos por frequência de sexo, faixa etária e área de residência. Resultados esperados: espera-se com este estudo obter tamanho de amostra suficiente para examinar a associação entre DM e CCP com ajuste por potenciais variáveis de confusão. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Remédio contra diabetes é testado contra câncer de cabeça e pescoço  
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.