Busca avançada
Ano de início
Entree

Proteômica da esquizofrenia: busca por biomarcadores em plaquetas

Processo: 13/10350-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Wagner Farid Gattaz
Beneficiário:Helena Passarelli Giroud Joaquim Nadal
Instituição-sede: Instituto de Psiquiatria Doutor Antonio Carlos Pacheco e Silva (IPq). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/23181-9 - Proteômica da esquizofrenia: busca por biomarcadores em plaquetas, BE.EP.DR
Assunto(s):Plaquetas sanguíneas   Esquizofrenia   Proteômica

Resumo

Esquizofrenia é um transtorno psiquiátrico complexo que afeta cerca de 1% da população mundial. Apesar de progressos consideráveis nos últimos anos, a etiologia da doença ainda não foi elucidada. Principalmente por causa da heterogeneidade tanto do início quanto da progressão da doença. Além disso, frequentemente, os sintomas dos pacientes são comuns a outras desordens neuropsiquiátricas, dificultando a diferenciação e o diagnóstico por meio de métodos essencialmente clínicos. Por isso tem-se procurado identificar medidas baseadas em características moleculares que justifiquem e expliquem a etiologia da esquizofrenia. Já há alguns estudos com marcadores no cérebro, mas por esse ser um material com disponibilidade limitada, os esforços tem se concentrado em encontrar um biomarcador periférico (revisado em Rahmoune et al. 2013). Este estudo visa traçar um perfil proteico de plaquetas de pacientes drug-naïve em primeiro surto psicótico tanto não afetivo quanto afetivo, comparando-os. Também será avaliado um grupo de controles saudáveis para comparação. Para isso, a proteômica é uma boa metodologia considerando que proporciona um perfil completo das proteínas em determinado tempo e condição em determinado organismo. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.