Busca avançada
Ano de início
Entree

O envolvimento da via de processamento dos microRNAs na diferenciação dos adipócitos

Processo: 13/26231-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 17 de março de 2014
Vigência (Término): 16 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Marcelo Alves da Silva Mori
Beneficiário:Beatriz Alves Guerra
Supervisor no Exterior: Tim Julius Schulz
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : German Institute of Human Nutrition Potsdam-Rehbruecke, Alemanha  
Vinculado à bolsa:12/07259-7 - Avaliação do processamento de miRNAs no tecido adiposo de camundongos submetidos à restrição calórica, BP.MS
Assunto(s):Metabolismo dos lipídeos   Adipócitos   MicroRNAs   Restrição calórica   Termogênese

Resumo

A obesidade está atingindo proporções epidêmicas e levando a um aumento mundial na prevalência de diversas comorbidades, como diabetes e câncer. A obesidade é caracterizada por um aumento da massa do tecido adiposo, devido a um aumento de aporte energético. O tecido adiposo é constituído de uma unidade funcional denominada adipócito, que pode desempenhar papéis distintos dependendo da sua origem, do seu desenvolvimento, da sua localização anatômica, das interferências ambientais que controlam a diferenciação e identidade funcional. Em geral, os adipócitos são classificados como adipócitos brancos, que armazenam energia na forma de triglicerídeos e secretam adipocinas para controlar o balanço energético, e adipócitos marrons, que são especializados na queima de gordura para produzir calor e manter a temperatura do corpo, portanto, têm sido proposto para antagonizar a obesidade. Estudos recentes demonstraram a presença de adipócitos marrons em seres humanos adultos e a caracterização de um "browning" fenômeno no tecido adiposo branco de mamíferos, isto é, o aparecimento de adipócitos marrons induzíveis ou recrutáveis (chamados bege ou Brite) em depósitos de gordura branca mediante estímulo ²-adrenérgico, o conceito de transdiferenciação da gordura para prevenir a obesidade tem sido atualmente fortemente considerado. Compreender como os adipócitos são definidos para se desenvolver em diferentes unidades funcionais é uma questão chave nesta aérea. Neste projeto, vamos avaliar o envolvimento da via de biogênese dos microRNAs no processo de diferenciação dos adipócitos, uma vez que nossos resultados prévios apontam para um importante papel da enzima Dicer, uma dos principais componentes desta via, na determinação da identidade do adipócito marrom. Como uma abordagem inicial, vamos classificar progenitores adipogênicos de diferentes tecidos de camundongos em resposta a estímulos que induzem "browning", a pergunta é se estas células expressam diferentes níveis de microRNAs e/ou componentes da via de processamento dos microRNAs. Além disso, iremos diferenciar essas células em cultura para compreender se os níveis de microRNAs ou do seu processamento se correlacionam com a capacidade de diferenciação e/ou a identidade dos adipócitos. Juntamente com os nossos dados preliminares, estes dados irão fornecer novas pistas sobre o controle da adipogênese, propiciando novos alvos terapêuticos para a obesidade e suas complicações. (AU)