Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do líquido cefalorraquidiano (LCR) na diferenciação de células-tronco neurais

Processo: 13/24501-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Marimélia Aparecida Porcionatto
Beneficiário:Taís Adelita Morais de Almeida
Supervisor no Exterior: Maria K. Lehtinen
Instituição-sede: Instituto Nacional de Farmacologia (INFAR). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/11388-4 - Estudo dos efeitos da quimiocina CXCL12 na sobrevivência e diferenciação de neuroblastos derivados de células tronco neurais, BP.DR
Assunto(s):Células-tronco neurais   Neurociências   Diferenciação celular   Líquido céfalorraquidiano

Resumo

Células-tronco neurais (CTN) representam uma fonte de alto potencial para as terapias celulares que visam a regeneração do sistema nervoso central (SNC), e podem ser extraídas do SNC fetal ou geradas a partir de células-tronco embrionárias (CTE). No cérebro adulto, as CTN podem ser isoladas de diferentes regiões, como do hipocampo e da zona subventricular dos ventrículos laterais. Por serem derivadas do neuroectoderma, as CTN são aptas a gerar todos os tipos celulares que compõem o tecido nervoso, como neurônios, astrócitos e oligodendrócitos. O comportamento das células-tronco é fortemente influenciado pelo microambiente. Um sinalizador para as CTN é o líquido cefalorraquidiano (LCR), que está presente desde os primeiros estádios do desenvolvimento embrionário até a idade adulta. Nos casos onde o fluxo do LCR é anormal, como por exemplo, por perda (espinha bífida) ou bloqueio (hidrocefalia), há também uma anormalidade no desenvolvimento do SNC associada, particularmente no córtex cerebral. O papel completo do LCR no comportamento das CTN ainda precisa ser elucidado. O LCR possui papel regulatório na proliferação e manutenção de células corticais, porém há poucos estudos a respeito do papel do LCR na diferenciação das CTN. O objetivo desse estudo é investigar a participação do LCR na determinação do destino das CTN durante o período embrionário. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LUN, MELODY P.; JOHNSON, MATTHEW B.; BROADBELT, KEVIN G.; WATANABE, MOMOKO; KANG, YOUNG-JIN; CHAU, KEVIN F.; SPRINGEL, MARK W.; MALESZ, ALEXANDRA; SOUSA, ANDRE M. M.; PLETIKOS, MIHOVIL; ADELITA, TAI; CALICCHIO, MONICA L.; ZHANG, YONG; HOLTZMAN, MICHAEL J.; LIDOV, HART G. W.; SESTAN, NENAD; STEEN, HANNO; MONUKI, EDWIN S.; LEHTINEN, MARIA K. Spatially Heterogeneous Choroid Plexus Transcriptomes Encode Positional Identity and Contribute to Regional CSF Production. JOURNAL OF NEUROSCIENCE, v. 35, n. 12, p. 4903-4916, MAR 25 2015. Citações Web of Science: 32.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.