Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da acidificação na dinâmica populacional de Astropecten marginatus e Luidia senegalensis (Echinodermata: Asteroidea)

Processo: 13/19826-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Alexander Turra
Beneficiário:Wellington Silva Fernandez
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/12879-0 - Efeitos da acidificação oceânica em Astropecten irregularis (Echinodermata: Asteroidea), BE.EP.PD
Assunto(s):Dióxido de carbono   Concentração de íons de hidrogênio   Mudança climática   Asteroidea

Resumo

Nos últimos 250 anos, a concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera tem aumentado significativamente, principalmente decorrente da queima de combustíveis fósseis com o início da era industrial, sendo que praticamente metade de todo o CO2 atmosférico tem sido absorvido pelos oceanos, promovendo o processo denominado de acidificação. Estimativas indicam que houve uma redução de 0,1 unidade no pH dos oceanos desde a era industrial e que até o final do século XXI pode ocorrer uma possível queda de até 0,4 unidades. A acidificação dos oceanos (AO) tende a afetar profundamente os organismos marinhos, dentre eles, os echinodermatas. Estas alterações podem acontecer ao nível do decréscimo de saturação do carbonato de cálcio (CaCO3) ou por via de distúrbios do equilíbrio ácido-base que veem a prejudicar o balanço energético dos indivíduos, com possíveis consequências em nível populacional e de comunidade. Neste contexto, o presente estudo pretende avaliar experimentalmente a influência da AO sobre a alimentação, a regeneração, a reprodução, o crescimento corpóreo e o nível de estresse fisiológico em duas espécies simpátricas de estrelas-do-mar, Astropecten marginatus e Luidia senegalensis. Além disso, pretende-se inferir as possíveis consequências dos resultados obtidos em laboratório sobre a dinâmica populacional dessas duas espécies no ambiente natural. Os resultados obtidos irão fornecer informações inéditas sobre os efeitos da redução do pH neste grupo de predadores cujo significativo efeito na estruturação de comunidades marinhas tem sido recorrentemente registrado.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TURRA, ALEXANDER; CHECON, HELIO H.; FERNANDEZ, WELLINGTON S.; MAJER, ALESSANDRA P.; DELBONI, CYNTHIA G.; DENADAI, MARCIA R.; DIAS, GUSTAVO M. The importance of embayed coastal areas for the life cycle of two sympatric starfish species (Echinodermata, Asteroidea). ESTUARINE COASTAL AND SHELF SCIENCE, v. 219, p. 128-138, APR 5 2019. Citações Web of Science: 0.
FERNANDEZ, WELLINGTON S.; DIAS, GUSTAVO M.; MAJER, ALESSANDRA P.; DELBONI, CYNTHIA G.; DENADAI, MARCIA R.; TURRA, ALEXANDER. Resource partitioning between sympatric starfish from tropical unconsolidated substrate: Implications for coexistence and top-down control on benthic prey. ESTUARINE COASTAL AND SHELF SCIENCE, v. 196, p. 141-149, SEP 5 2017. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.