Busca avançada
Ano de início
Entree

A inscrição do nome do autor na ordem ficcional de tutaméia

Processo: 13/21713-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Teoria Literária
Pesquisador responsável:João Adolfo Hansen
Beneficiário:Maryllu de Oliveira Caixeta
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Guimarães Rosa

Resumo

Este projeto tem como objetivo aprofundar a pesquisa que realizamos no doutorado sobre os prefácios de Tutaméia: terceiras estórias, voltando-nos agora para a questão da autoria para examinar a inscrição do nome do autor na ordem ficcional do livro, especialmente no que concerne aos contos que interrompem a ordem alfabética dos índices de leitura com as iniciais do nome do autor: "João Porém, o criador de perus", "Grande Gedeão" e "Reminisção". Embora esteja crescendo o número de pesquisas recentes sobre o livro de João Guimarães Rosa, não foram realizados estudos especificamente voltados para a questão da autoria nos contos que inscrevem as iniciais do nome do autor nos índices de leitura, considerando-se também personagens mascarados com as letras do nome do autor ou com seu apelido e os três textos posteriores à lacuna aberta pela letra G nos índices de leitura. Tomamos como base teórica principalmente textos sobre o conceito de autor como os de Bakhtin (1997), Barthes (1984), Foucault (1992) e Weimann (1984). Mais especificamente, segundo o artigo "Grande sertão: veredas e o ponto de vista avaliativo do autor", de João Adolfo Hansen (2007), o ponto de vista do autor, na literatura de Rosa, pode ser observado na seleção e estilização das matérias simbólicas pelo ficcionista como um estilo que funciona simultaneamente como representação de estórias e dispositivo de avaliação estético-política das mesmas produzindo indeterminação. Em Tutaméia: terceiras estórias, o nome do autor é anagramatizado nos contos dos índices de leitura, que levam suas iniciais, no alterego Roasao e projetado em personagens com o nome e o apelido do autor, Dr. João e Zito.