Busca avançada
Ano de início
Entree

Mutação do gene da fosfoglicomutase em Xanthomonas citri subsp. citri para avaliação da fitopatogenicidade da linhagem mutante

Processo: 13/25000-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Maria Teresa Marques Novo Mansur
Beneficiário:Camila Malvessi Pereira
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/50910-2 - Análise proteômica diferencial em Xanthomonas axonopodis: proteínas e genes de interesse biotecnológico, AP.JP
Assunto(s):Biologia molecular   Virulência   Cancro (doença de planta)   Xanthomonas citri   Deleção de genes

Resumo

O cancro cítrico é uma doença atualmente sem tratamento e que ataca os citros em vários países produtores, trazendo grandes prejuízos. É causado por bactérias do gênero Xanthomonas, pertencentes às espécies X. citri (Xac) e X. fuscans. Análises proteômicas comparativas de frações subcelulares de Xac realizadas em nosso laboratório (LBBMM, UFSCar) como parte de Projeto Jovem Pesquisador (Processo 07/50910-2), evidenciaram a maior expressão da fosfoglicomutase (PGM) em situação de indução da patogenicidade in vitro em Xac e, consequentemente, o seu possível envolvimento na fitopatogenicidade dessa bactéria. A PGM tem envolvimento na mobilização e estocagem de recurso energético e atua na biossíntese de carboidratos extracelulares (biofilmes) em Xanthomonas spp. Estudos sobre o efeito da inativação da PGM na sua fitopatogenicidade são escassos. Os dados mais próximos somente comprovam o seu envolvimento na síntese da goma xantana em X. campestris. Este trabalho visa a obtenção de uma linhagem mutante de Xac para o gene da fosfoglicomutase, por meio de deleção gênica. A metodologia a ser utilizada será padronizada no presente trabalho e consistirá na clonagem in tandem das regiões flanqueadoras 5´e 3´do gene de interesse em vetor pNPTS138, o qual, após introdução em Xanthomonas, permitirá a deleção do gene cromossomal por meio de evento duplo de recombinação. A linhagem mutante obtida será comparada ao tipo selvagem quanto ao seu potencial infeccioso in vivo. Os resultados deste trabalho poderão evidenciar pela primeira vez a relação da fosfoglicomutase com a patogenicidade de Xac. Além disso a metodologia padronizada possibilitará que sejam obtidos futuramente outros mutantes para genes de interesse biotecnológico em Xac.