Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da bradicinina sobre a osteoclastogênese in vitro

Processo: 13/20698-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Pedro Paulo Chaves de Souza
Beneficiário:Letícia de Menezes Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Osteoclastos   Receptor ativador de fator nuclear kappa-B   Cininas   Bradicinina   Macrófagos   Osteoclastogênese   Técnicas in vitro

Resumo

Além do papel clássico de modulação do tônus vascular, o sistema calicreínas-cininas(SCC) está envolvido em diferentes patologias, sendo algumas delas de caráter inflamatório. O processo inflamatório em tecidos vizinhos ao esqueleto leva a reabsorção óssea, e modelos in vitro demonstram que as cininas, pela ativação dos receptores B1 e B2, podem estar envolvidas na reabsorção óssea inflamatória, atuando diretamente sobre osteoblastos induzindo a expressão de RANKL. Contradizendo estes achados, dados de estudos in vivo demonstram um papel inibitório de peptídeos do SCC na da diferenciação de osteoclastos. Diversos medicamentos que têm como alvo este sistema está disponível para uso clinico para tratamento de hipertensão eangioedema. Portanto, o conhecimento dos mecanismos envolvidos no controle do metabolismo ósseo pelas cininas é fundamental para antevermos os efeitos colaterais que possam vir a surgir associados ao uso destes medicamentos ou para se aventar novas propostas terapêuticas. Sendo assim, o objetivo deste trabalho é avaliar o efeito das cininas diretamente sobre osteoclastos, em modelo de indução de diferenciação de osteoclastos in vitro.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: