Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da resposta inflamatória de peptídeos mimotopos de LDL eletronegativa em células do sistema imunológico murino e humano

Processo: 13/22806-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Dulcineia Saes Parra Abdalla
Beneficiário:Felipe Wakasuqui
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/51316-5 - Investigação da atividade de biofármacos, agonistas de PPARs e produtos naturais com potencial terapêutico na aterosclerose, AP.TEM
Assunto(s):Resposta imune   Aterosclerose

Resumo

A aterosclerose é uma doença inflamatória crônica induzida pela modificação das lipoproteínas de baixa densidade (LDL). As partículas de LDL são esféricas com um núcleo apolar de ésteres de colesterol e triglicérides, cercados de fosfolípides e colesterol não esterificado e uma molécula de apolipoproteína B-100. As modificações da LDL ocorrem por diversos processos, levando a perfis de modificações, desde a minimamente modificada LDL eletronegativa [LDL(-)] até a LDL oxidada (LDLox). Os macrófagos reconhecem a LDLox acumulada na íntima dos vasos através de receptores scavenger, internalizam a LDL modificada, e apresentam os peptídeos processados para os linfócitos T CD4+ via MHC classe II. O acúmulo de lipídeos faz com que os macrófagos se tornem células espumosas e morram por apoptose, o que contribuem para o conteúdo lipídico da lesão. A resposta imune da lesão é modulada principalmente pelos macrófagos e linfócitos T que desencadearão um efeito protetor ou pró-aterogênico. Nosso grupo selecionou dois peptídeos, através da técnica de apresentação por fago (phage display), que são reconhecidos pelas porções variáveis de dois anticorpos monoclonais anti-LDL eletronegativa humana. Portanto, esse projeto tem como objetivo avaliar a resposta imune induzida por esses peptídeos em macrófagos e linfócitos, ambos humanos e murinos, através de técnicas de PCR-Real Time e citometria de fluxo para avaliação de expressão gênica e detecção de citocinas envolvidas no processo aterosclerótico.