Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação do papel dos corticosteroides na tolerância aos efeitos ansiolíticos do Midazolam em camundongos expostos ao labirinto em cruz elevado

Processo: 13/22457-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Azair Liane Matos Do Canto de Souza
Beneficiário:Caio Negreiros Cachuté
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Ansiedade   Labirinto em cruz elevado   Midazolam   Mineralocorticoides

Resumo

O labirinto em cruz elevado (LCE) é um dos modelos animais mais empregados na triagem de novos agentes farmacológicos para o tratamento da ansiedade e no estudo das bases neurobiológicas dos comportamentos de defesa. De maneira interessante, o efeito do tipo ansiolítico de benzodiazepínicos, como o Midazolam, em roedores testados pela primeira vez ao LCE é abolido em animais já expostos ao aparato, um fenômeno descrito como tolerância de uma exposição (OTT). Dados da literatura sugerem que o aprendizado proveniente da experiência prévia no aparato poderia estar envolvido neste processo, e que os hormônios do estresse teriam um papel fundamental nas mudanças comportamentais entre o teste e o reteste. Neste sentido, o presente projeto se propõe a investigar se os receptores corticosteroides estariam envolvidos no desenvolvimento do OTT. Para tanto, serão investigados (a) os efeitos de diferentes doses de Midazolam em um protocolo de teste e reteste utilizando o LCE para a caracterização do OTT, e (b) os efeitos da espironolactona, um antagonista mineralocorticoide, e da mifepristona, um antagonista glicocorticoide, administrados previamente ao teste no LCE sobre o OTT aos efeitos do Midazolam. (AU)