Busca avançada
Ano de início
Entree

Alteração endotelial na síndrome da apneia obstrutiva de grau leve: estudo caso controle

Processo: 13/21175-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Lia Rita Azeredo Bittencourt
Beneficiário:Luis Filipe Nakayama
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Introdução: A existência de repercussões cardiovasculares relacionadas à Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) já é muito bem estabelecida na literatura. Entretanto, a maioria dos estudos aborda pacientes com índices de apneia-hipopnéia moderada a grave. Objetivo: Avaliar o efeito da SAOS Leve em parâmetros da função endotelial. Metodologia: A amostra será composta por voluntários de ambos os sexos; idade entre 18 e 65 anos e índice de massa corpórea < 35Kg/m2. Serão selecionados 2 grupos distintos: grupo controle, com índice de apneia-hipopneia (IAH) e índice de distúrbio respiratório (IDR) menor que cinco e índice de despertar (ID) menor que quinze, além de ausência de queixas em relação ao sono; e o grupo SAOS leve, com IAH entre 5 e 15, apresentando ou não sonolência excessiva diurna. A avaliação entre grupos será composta por exame físico, exames laboratoriais, polissonografia de noite inteira, teste de função endotelial (EndoPAT). Para análise estatística utilizaremos análise descritiva (médias±desvio-padrão) e para análises entre grupos teste GLM univariado.