Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação do padrão de resposta imunológica (Th1, Th2 e/ou Th17) predominante na fase inicial e tardia do desenvolvimento de aneurisma de aorta abdominal em ratos wistar associado ao consumo de dieta hipercolesterolêmica

Processo: 13/26156-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Simone Gusmão Ramos
Beneficiário:Karina Magalhães Alves da Mata Fernandes
Supervisor no Exterior: Raouf A. Khalil
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/13517-9 - Determinação do padrão de resposta imunológica (Th1, Th2 e/ou Th17) predominante na fase inicial e tardia do desenvolvimento de aneurisma de aorta abdominal em Ratos Wistar associado ao consumo de dieta hipercolesterolêmica, BP.PD
Assunto(s):Resposta inflamatória   Citocinas   Hipercolesterolemia

Resumo

Aneurismas de aorta abdominal (AAA) são definidos como uma doença crônico-degenerativa da parede da aorta, representando uma importante causa de morbidade e mortalidade. São caracterizados por enfraquecimento e dilatação vascular local superior a 50% da parede vascular normal, frequentemente associado à aterosclerose, aumento sistêmico de citocinas e infiltrado inflamatório crônico, principalmente linfócitos TCD4+ que são produtores de IFN-³ (Th1), de IL-4 (Th2) e células T regulatórias (Treg). Entretanto, os estudos da participação da IL-17 (Th17), descritos em diversas doenças de caráter inflamatório, ainda são escassos na patogênese do AAA. Além disso, os dados referentes ao padrão predominante da resposta celular (Th1 e Th2) e os fatores inflamatórios envolvidos na patogênese do AAA são controversos. Visando contribuir para o melhor entendimento da importância das citocinas nos AAAs, realizamos recentemente um experimento-piloto utilizando o modelo experimental de AAA, desenvolvido em nosso laboratório, que causa dilatação proeminente da aorta abdominal (aproximadamente 300%) num curto período de tempo, acompanhada de intenso remodelamento da parede aórtica e resposta inflamatória local, que quando associado à dieta hipercolesterolêmica evidenciou a formação de placas de gordura exclusivamente na região dilatada da aorta. Diante desses resultados desenvolvemos um projeto inédito, que poderá contribuir para a determinação do padrão de resposta imunológica (Th1, Th2 e/ou Th17) predominante na fase inicial e tardia do desenvolvimento do aneurisma associados ao consumo de dieta hipercolesterolêmica. Parte deste projeto será realizada no laboratório do Prof. Raouf A. Khalil, na Universidade de Harvard, Boston, MA, USA. (AU)