Busca avançada
Ano de início
Entree

Preparação de nanocatalisadores híbridos contendo enzimas, nanotubos de carbono, e nanopartículas metálicas para biocélula a combustível com transferência eletrônica direta utilizando enzimas PQQ-dependentes

Processo: 14/00536-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Adalgisa Rodrigues de Andrade
Beneficiário:Sidney de Aquino Neto
Supervisor no Exterior: Shelley D. Minteer
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Utah (U), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/10667-0 - Preparação de nanocatalisadores híbridos contendo enzimas, nanotubos de carbono e nanopartículas metálicas para biocélula a combustível EtOH/O2, BP.PD
Assunto(s):Nanopartículas metálicas

Resumo

As biocélulas a combustível fornecem um meio de obter energia limpa e renovável, e tem potencial para futuro uso como fonte alternativa de energia para dispositivos eletrônicos de baixa potência. Apesar de algumas características promissoras desta tecnologia, muitos desafios ainda precisam serem superados para se alcançar futura aplicação destes dispositivos. Algumas questões chave no desenvolvimento das biocélulas a combustível, tais como: maior tempo de vida, estabilidade das enzimas, obtenção de maiores densidades de potência, superação das dificuldades nos processos de transferência eletrônica entre enzimas e eletrodo, além de melhoria das técnicas de imobilização das enzimas ainda são objetos importantes da pesquisa. A fim de melhorar a taxa de transferência de elétrons entre a enzima e a superfície do eletrodo, algumas das novas tendências no desenvolvimento de catalisadores para biocélula a combustível incluem a incorporação de materiais em nanoescala (tais como os nanotubos de carbono) e nanopartículas metálicas na estrutura do bioeletrodo. A integração de nanopartículas metálicas e nanotubos de carbono com biomoléculas proporcionam nanobiomaterials híbridos com propriedades sinérgicas, melhorando a eletroatividade do bioeletrodo, proporcionando um melhor contato elétrico com os sítios ativos da enzima e, consequentemente oxidação do combustível. No primeiro ano do projeto de pós-doutorado apoiado pela FAPESP, foram investigadas diferentes possibilidades em termos de bioeletrodos híbridos nanoestruturados para biocélula a combustível etanol/O2 com transferência eletrônica mediada. Agora, na continuação deste projeto de pesquisa de pós-doutorado, o foco será o desenvolvimento de nanocatalisadores híbridos contendo enzimas, nanotubos de carbono e nanopartículas metálicas para biocélula a combustível com transferência eletrônica direta utilizando enzimas PQQ(pirrolquinolina quinona) dependentes, que será realizado na University of Utah, sob supervisão da prof. Dr. Shelley Minteer, renomada pesquisadora da área de biocélulas a combustível (AU)