Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo funcional e experimental da proteína Mrck-b em adenocarcinomas colorretais metastáticos ou não

Processo: 13/21232-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Rafael Malagoli Rocha
Beneficiário:Julio Cirullo Neto
Instituição-sede: A C Camargo Cancer Center. Fundação Antonio Prudente (FAP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias colorretais   Adenocarcinoma   Metástase neoplásica   Proteína cdc42 de ligação ao GTP

Resumo

Introdução: O câncer colorretal (CCR) é uma neoplasia de origem epitelial e abrange tumores de cólon e reto em homens e mulheres. É uma doença tratável e frequentemente curável quando na ausência de extensão para outros órgãos. No entanto, aproximadamente 50% a 60% dos pacientes diagnosticados com CCR irão desenvolver metástases que são mais comumente encontradas em fígado e pulmão. Objetivo: Avaliar a importância das proteínas Mrck-² e Cdc42 no processo de migração celular e formação de metástases em adenocarcinomas colorretais, através de linhagens celulares e modelos experimentais. Métodos: 60 casos de CCR que desenvolveram metástases e 60 casos que não desenvolveram metástase serão selecionados retrospectivamente dos arquivos do departamento de Anatomia Patológica do Hospital A.C. Camargo e seu material parafinado será resgatado para realização da IHQ. IHQ e IFL serão realizados para os marcadores anti-mrck-² e anti-cdc42, as reações serão analisadas de forma automatizada no equipamento confocal. O western-blot será realizado para confirmação mostrando especificidade de todos os anticorpos e quantificar a expressão proteica nas culturas celulares que serão realizadas para avaliar a migração e invasão entre os diferentes grupos de células através das técnicas de ensaio de cicatrização e migração por transwell. O shRNA e um plasmídeo de superexpressão serão usados para silenciar e superexpressar as proteínas em linhagens metastáticas e não e a migração das células será avaliada por ensaios de transwell. Serão selecionados camundongos para a avaliação de metástases com a depleção de Cdc42 e Mrck-². A partir amostras do banco de tumores, serão extraídos RNAs para avaliar a expressão gênica e a análise estatística será realizada em programa Prism 5.2.1 e a significância será considerada quando p<0.01. (AU)