Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da repercussão metabólica na prole adulta gerada a partir de mães expostas a luz constante durante a gestação e/ou lactação

Processo: 13/22299-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Gabriel Forato Anhê
Beneficiário:Danilo da Silva Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Gravidez   Insulina   Melatonina   Lactação   Fisiologia endócrina   Metabolismo energético

Resumo

Uma série de estudos recentes tem demonstrado que o Diabetes Mellitus Tipo 2 (DMT2) acompanhado de resistência periférica à insulina tem um caráter de programação dependente das condições metabólicas maternas durante o período gestacional e de lactação. Neste sentido, tem sido amplamente reportado que a subnutrição, a obesidade e a resistência à insulina durante a gestação e lactação são fatores importantes para a predisposição da prole adulta a uma maior incidência de DMT2. Relatos recentes demonstram que a alteração do ritmo claro escuro durante o período gestacional também programa, por um mecanismo ainda não esclarecido, resistência à insulina na prole de ratos. É sabido que alterações ou na duração ou na ritmicidade das fases claras e escuras do ciclo claro/escuro alteram o ritmo de secreções endócrinas sendo que a produção de melatonina pela glândula pineal é particularmente sensível a modificações ambientais de tal natureza. Recentemente, nosso grupo demonstrou que a ausência de melatonina durante a gestação e lactação gera intolerância à glicose na prole adulta por dois mecanismos, resistência hepática à ação da insulina e diminuição na secreção de insulina pelas ilhotas pancreáticas. Deste modo, o presente projeto pretende avaliar se a prole oriunda de mães expostas à luz constante durante a gestação e/ou a lactação manifesta intolerância à glicose na vida adulta. Também pretendemos investigar se esta programação decorre de um prejuízo na produção materna de melatonina. Os parâmetros investigados na prole de ratos machos serão a tolerância à glicose, produção de glicose, sensibilidade à insulina e a sinalização intracelular da insulina em tecidos chave para a manutenção da homeostasia glicêmica

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FERREIRA, Danilo da Silva. Investigação da repercussão metabólica na prole adulta gerada à partir de mães expostas a luz constante durante a gestação e/ou lactação. 2017. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.