Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial de Nanoparticulas Lipídicas Sólidas catiônicas para incorporação de curcumina no tratamento tópico do melanoma

Processo: 13/20267-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacotecnia
Pesquisador responsável:Marlus Chorilli
Beneficiário:Maíra Lima Gonçalez
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas lipídicas sólidas   Melanoma   Curcumina

Resumo

Dados epidemiológicos apontam os cânceres como a terceira maior causa de morte do mundo, sendo o câncer de pele o mais prevalente deles. Dos tumores cutâneos, o melanoma (MEL) é o menos frequente, porém com maior letalidade, uma vez que pode evoluir para tumores agressivos que sofrem metástase e são resistentes à terapia. O tratamento de escolha envolve a administração de quimioterápicos, que podem apresentar ação citotóxica também sobre células saudáveis, diminuindo significativamente a qualidade e sobrevida dos pacientes. Dessa forma, muitos pesquisadores estão se empenhando na descoberta de substâncias, dentre elas as oriundas de fontes naturais, que possam apresentar interesse terapêutico. A curcumina (CUM), composto de ocorrência natural isolado dos rizomas da Curcuma longa, tem apresentado atividade no tratamento do MEL, diminuindo os níveis de ciclina D1, aumentando a atividade de proteínas supressoras de tumor da família RB e inibindo espécies reativas de oxigênio (EROs) e a produção de citocinas importantes para o crescimento do tumor, como o fator de necrose tumoral e interleucina-1. No entanto, seu uso clínico enfrenta muitos desafios, relacionados principalmente à baixa biodisponibilidade oral. Dessa forma, sua administração cutânea pode ser conveniente a fim de localizá-la no seu sítio de ação. No entanto, algumas de suas propriedades físico-químicas, como limitada solubilidade aquosa, dificultam sua eficiência terapêutica tópica, uma vez que possui baixa penetração na pele. Estratégias tecnológicas, como as nanopartículas lipídicas sólidas (NLS) catiônicas, que apresentam a capacidade de compartimentalizar, de maneira eficiente, diversos grupos de princípios ativos e de modificar suas propriedades e comportamento em meio biológico, são promissoras para administração cutânea da CUM, principalmente em virtude de suas características de interação com o estrato córneo e outras camadas da pele, devido ao reduzido tamanho das partículas e à capacidade de arranjo do fármaco com efeito protetor e sustentador da liberação. Além disso, a carga positiva apresentada por estes sistemas pode favorecer o direcionamento para as células cancerosas, que possuem alta densidade de carga negativa devido à exposição de fosfatidilserina (FS) na superfície das membranas celulares. Neste projeto pretende-se desenvolver, caracterizar e avaliar os efeitos biológicos in vitro de NLS catiônicas para incorporação de CUM, de forma a otimizar a utilização desta substância no tratamento tópico do MEL.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GONÇALEZ, Maíra Lima. Avaliação do potencial de nanopartículas lipídicas sólidas catiônicas para incorporação de curcumina no tratamento tópico do melanoma. 2015. 72 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Farmacêuticas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.