Busca avançada
Ano de início
Entree

Sherlock Holmes: a constituição dialógica do sujeito (e) da série televisiva

Processo: 13/26027-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Filosofia da Linguagem
Pesquisador responsável:Luciane de Paula
Beneficiário:Marcela Barchi Paglione
Instituição Sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Programa de televisão   Minissérie   Dialogismo   Sujeito   Século XIX   Análise do discurso
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bakhtin | dialogismo | Sherlock | sujeito | Análise dialógica do discurso

Resumo

A minissérie televisiva inglesa Sherlock conta com a recriação das personagens e do enredo da série literária centrada nas aventuras de Sherlock Holmes - originalmente de Conan Doyle - para os dias atuais, de modo que é mantida entre os dois discursos uma relação de interdiscursividade/intertextualidade. Este projeto se propõe a analisar o diálogo travado entre os dois discursos, calcando-se na construção do sujeito Sherlock, mais especificamente em relação ao antagonista Jim Moriarty. Para tal, serão utilizados os conceitos de sujeito, signo ideológico, gênero, enunciado e dialogismo, conforme são discutidos pelo Círculo Bakhtin, Medvedev, Volochinov, a fim de compreender como a constituição do herói discursivo da série televisiva é construída, considerando o seu deslocamento no tempo e entre gêneros - do romance policial do século XIX à série televisiva contemporânea.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)