Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação dò extrato dè glândulas salivares dè fêmeas de carrapato Rhipicephalus sanguineus (Latreille, 1806) sôbre a inibição e proliferação dè células dè linhagem tumoral

Processo: 13/00654-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Maria Izabel Souza Camargo
Beneficiário:Luís Adriano Anholeto
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Cultura de células   Carrapatos   Neoplasias

Resumo

Os carrapatos são ectoparasitas hematófagos de grande importância médico-veterinária, por serem vetores de inúmeras doenças. Esses artrópodes produzem uma saliva que garante sua alimentação e sobrevivência, cuja composição incluem-se moléculas capazes de modular o sistema imune-inflamatório e hemostático do hospedeiro. Essa complexa mistura tem sido estudada e tem mostrado certa importância, principalmente devido a presença de moléculas bioativas com ações vasodilatadora, anti-inflamatória, anticoagulante e imunossupressora. Neste sentido, estudos mais recentes tem demonstrado que a saliva de carrapatos, como a da espécie Amblyomma cajennense, é potencialmente capaz de influenciar no processo de coagulação sanguínea, além de ter atividade citotóxica sobre diferentes linhagens de células tumorais como, por exemplo, as pancreáticas e as melanomicas. Embora o isolamento de compostos que contenham esses bioativos seja alvo de vários estudos, não se sabe exatamente qual é o comportamento morfofisiológico das células tumorais quando expostas às substâncias presentes na saliva dos carrapatos. Assim, o presente trabalho terá como objetivo analisar como o extrato obtido a partir de glândulas salivares de fêmeas de carrapato Rhipicephalus sanguineus alimentadas por quatro dias em coelho hospedeiro, age em células de linhagem tumoral A549 (American Type Culture Collection - ATCC) e HEP-G2 (ATCC), verificando quais são as alterações morfofisiológicas resultantes dessa exposição, por meio de ensaios bioquímicos e celulares. Serão realizadas análises de: viabilidade celular (MTT); mensuração dos níveis de NO por teste de Griess; detecção da atividade de caspases por meio de Microscopia Confocal de Varredura a Laser; e análise da organização e distribuição dos filamentos de actina por meio de Microscopia de Fluorescência. Será verificado, ainda, o padrão de transcrição e processamento de mRNAs envolvidos nos processos de morte celular, incluindo os produtos dos genes bax, blc2, caspases (3, 8, 9), fas, iNOs e citocromo c. Paralelamente, será realizada a caracterização de proteínas contidas no extrato por meio da estratégia de Shotgun.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ANHOLETO, Luís Adriano. Ação do extrato de glândulas salivares de fêmeas do carrapato Rhipicephalus sanguineus (Latreille, 1806) sobre a inibição da proliferação de células de linhagem tumoral. 2015. 114 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.