Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do conteúdo de lamp-2a no hipotálamo de animais com obesidade induzida por dieta hiperlipídica

Processo: 13/25489-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Marciane Milanski Ferreira
Beneficiário:Daisuke Hayashi Neto
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Assunto(s):Hipotálamo   Metabolismo   Obesidade   Dieta hiperlipídica

Resumo

Nos últimos anos, vêm ocorrendo em escala global um aumento alarmante no número de indivíduos acometidos pela obesidade, patologia caracterizada por acúmulo anormal ou excessivo de gordura capaz de apresentar riscos à saúde. A patogênese da obesidade consiste, predominantemente, na perda da homeostase energética, que tem como fator determinante a disfunção do hipotálamo, região do cérebro responsável pelo controle do comportamento alimentar e regulação do gasto energético via sinalização de hormônios periféricos. Esta pode ocorrer em função de processos inflamatórios advindos do consumo de dietas hiperlipídicas ricas em gorduras saturadas, podendo provocar efeitos deletérios sobre a homeostase celular, induzindo, por exemplo, o estresse de retículo endoplasmático. Vem sendo demonstrado que alterações no processo de autofagia, mecanismo importante para a remoção de proteínas e organelas disfuncionais do citosol, podem levar ao rompimento da homeostase hipotalâmica, culminando em alterações no peso corporal. A autofagia se divide, basicamente, em macroautofagia, microautofagia e autofagia mediada por chaperonas, sendo que esta terceira, que é responsável pela degradação de muitas proteínas citosólicas de vida longa, foi demonstrada diminuída no fígado de animais alimentados com dieta hiperlipídica. Considerando que a falha ou diminuição no processo de autofagia mediada por chaperonas pode levar ao acúmulo de proteínas disfuncionais e a formação de agregados proteicos, o que somado ao estresse de retículo endoplasmático pode provocar impactos severos na homeostase das células hipotalâmicas. Sendo assim, o objetivo desse trabalho é determinar o conteúdo da proteína LAMP-2A, um medidor indireto da autofagia mediada por chaperonas, no hipotálamo de animais induzidos à obesidade por dieta hiperlipídica.