Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação do sistema nitrérgico nas respostas neuroendócrinas e comportamentais induzidas por estímulos osmóticos

Processo: 13/26072-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2014
Vigência (Término): 17 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:José Antunes Rodrigues
Beneficiário:Fabiana Lucio de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/52108-4 - Behavioural and neuroendocrine mechanisms regulating hydromineral metabolism: a lifelong perpective, AP.TEM
Assunto(s):Ocitocina   Neuroendocrinologia   Óxido nítrico   Vasopressinas

Resumo

A homeostase hidro-eletrolítica é regulada por sinais provenientes do volume total dos líquidos corporais e da concentração dos íons. Alterações da osmolalidade são detectadas por receptores presentes em diversas regiões do SNC, entre as quais os órgãos circunventriculares. Alterações conformacionais nestas células ativam neurônios localizados nos núcleos paraventricular (PVN) e supra-óptico (SON) do hipotálamo, que secretam ocitocina (OT) e vasopressina (AVP). O aumento da osmolalidade plasmática causa elevação proporcional da concentração plasmática de OT, induzindo a excreção de sódio e cloreto, além de agir também de forma indireta estimulando a secreção de ANP pelo coração. Estes hormônios estão diretamente envolvidos no balanço hidrossalino, sendo liberados na circulação em resposta a estímulos osmóticos. Vários neurotransmissores estão envolvidos no controle da liberação de AVP e OT, entre eles o óxido nítrico (NO), que vem apresentando um papel de destaque como modulador do sistema hipotálamo-neurohipofisário. O NO atua como importante molécula sinalizadora e efetora de vários processos fisiológicos como neurotransmissão, vasodilatação e respostas comportamentais. No entanto, existem dados divergentes sobre a participação do NO na liberação de AVP e OT e os resultados obtidos destes estudos são controversos. Assim, sabendo da importância do óxido nítrico na sinalização das respostas neuroendócrinas dessa regulação, os resultados a serem obtidos permitirão elucidar a relevância fisiológica da sinalização mediada pelo NO de origem neuronal sobre respostas neuroendócrinas frente ao paradigma de sobrecarga salina em ratos machos na idade adulta. Será avaliado o comportamento apetitivo e a excreção de água e eletrólitos, bem como da secreção dos hormônios neurohipófisários (AVP e OT), angiotensina II, corticosterona e prolactina em condições basais e em resposta ao estímulo osmótico de sobrecarga salina, e também sob estresse de contenção física em animais previamente tratados com um inibidor seletivo da NOSn ou a inibição da enzima NOSn obtida através de um vetor viral.